Amaral Peixoto 327 é reaberto após 9 meses


Funcionários da Clin reabriram o prédio, apoiados pela Guarda Municipal / Foto Paula Máiran

Com autorização da Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa da Cidadania de Niterói ao Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), o prédio 327 da Avenida Amaral Peixoto foi reaberto no dia 10 de março, depois de nove meses interditado. Sob a proteção da Guarda Municipal, funcionários da Clin demoliram a parede de tijolos de concreto que fechavam a entrada principal do edifício, erguida logo após a desocupação, a fim de evitar invasões.

De acordo com o promotor Luciano Mattos, a primeira etapa, já iniciada pelos funcionários da compania de limpeza do município e ainda sem data para terminar, será uma faxina completa dos 11 andares do edifício. Apenas depois disso os antigos moradores terão autorização para ingressar nas dependências de seus imóveis, a fim de retirar os pertences que não puderam ser levados por ocasião da desocupação.

Vários órgãos, como Defesa Civil, Vigilância Sanitária, Enel e Águas de Niterói farão vistorias para avaliar as condições do prédio. Esse cronograma foi estabelecido em reunião realizada na segunda-feira, dia 9, com a presença do promotor, de representantes da OAB-RJ, da Comissão de Direitos Humanos da Câmara de Niterói e dos moradores.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif