ANP encurta o preço dos combustíveis. Nas casas decimais


(Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) decidiu "encurtar" o preço dos combustíveis exibidos nos postos de gasolina. Não, não se trata de redução de preço, estes continuarão na estratosfera. A partir do próximo dia 7 (sábado), os revendedores de combustíveis de todo o país terão que exibir os preços com duas casas decimais e não mais com três, como acontece atualmente. É o que determina a Resolução nº 858/2021, da ANP, divulgada nesta segunda-feira (2).

De acordo com a ANP, o objetivo da mudança é deixar o preço do combustível mais preciso e claro para o consumidor, alinhado-o com a expressão numérica da moeda brasileira. Os preços deverão ser exibidos com duas casas decimais, tanto no painel de preços quanto nos visores das bombas abastecedoras.

Entretanto, a agência reguladora ressalta que, nas bombas, será permitido que o terceiro dígito seja mantido, desde que seja zero e fique travado no momento do abastecimento. A agência entende que, dessa forma, os postos não precisarão trocar os módulos das bombas, o que poderia acarretar custos aos agentes econômicos. Como a terceira casa decimal estará zerada e travada, a percepção é que não haverá dúvidas e que o objetivo da regra, que é dar clareza aos consumidores.

A ANP avaliou ainda que essa mudança não causará aumento no valor final dos preços dos combustíveis, uma vez que ela não trará custos relevantes aos revendedores. Imagina?

300x250px.gif
728x90px.gif