Anvisa recebe mais um pedido emergencial da vacina russa


(Foto: Chedly Ben Ibrahim/Sputnik)

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu na madrugada desta sexta-feira (26) um novo pedido de permissão para uso emergencial da vacina russa Sputnik V contra Covid-19.

A agência reguladora havia informado que o pedido anterior, feito para o uso emergencial do imunizante, será cancelado.

O pedido foi apresentado pelo laboratório União Química, que pretende fabricar a vacina em parceria com o Centro Nacional de Pesquisas de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, da Rússia, desenvolvedor da Sputnik V. O imunizante já foi registrado em quase 60 países, mas encontra dificuldade para atender as exigências da Anvisa.

A agência também afirmou que precisaria ter acesso completo a dados adicionais dos testes da vacina, o que seria requisito para o uso emergencial no Brasil.

Por sua vez, o Ministério da Saúde já havia anunciado acordo com o laboratório para o fornecimento da vacina, sendo dez milhões de doses até o final de junho deste ano.

O novo pedido ocorre num momento em que o Brasil vive sua maior crise na pandemia, com recordes sucessivos de novos casos e de mortes por Covid-19, e ainda patina na campanha de vacinação devido à escassez de imunizantes. Com cerca de 6% dos brasileiros imunizados e baixa velocidade na aplicação de doses, o Brasil não aparece nem entre os 50 países que mais vacinaram, percentualmente, a sua população no ranking mundial da vacinação contra a Covid-19. Até o último dia 20, ocupava a 73ª posição.

Sputnik V

A Sputnik V foi a primeira vacina registrada no mundo contra o coronavírus SARS-CoV-2.

Utilizando vetores de adenovírus humano, a vacina foi desenvolvida com uma das tecnologias de criação de vacinas mais testadas do mundo.

A eficácia do imunizante, com quase 100% de eficácia para casos graves da doença, acabou despertando interesse a nível mundial, especialmente na América Latina e na Ásia e vários países da Europa.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg