top of page

Aposentada racista apresenta queixa contra entregador

O caso de Cláudia Alvarim Barrozo, acusada de ter cometido crime de injúria racial contra dois entregadores em Niterói, ainda não terminou. A defensora pública aposentada apresentou queixa-crime contra um deles. Claudia alega ter sido xingada antes da gravação em vídeo, onde ela aparece chamando o trabalhador de 'macaco'.

Reprodução / TV Globo

O caso de injúria aconteceu em abril de 2022. Irritada porque Eduardo Peçanha Marques e Jonathas de Souza Mendonça haviam estacionado uma van em local que impedia a saída de seu veículo, ela agrediu os entregadores e cometeu o crime. O vídeo com a cena racista viralizou.


Cláudia quer que o trabalhador pague cestas básicas no valor de R$ 600 ou preste serviços à comunidade por dois meses. A defesa da vítima negou os xingamentos.

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page