top of page

Aprendiz Musical ganhará novo espaço na Zona Norte

Na última sexta-feira (20/1), o prefeito de Niterói, Axel Grael, esteve no imóvel onde funcionava a ONG More Project, no Bairro Chic (Fonseca), que será reformado e se tornará um novo espaço para o Programa Aprendiz Musical, desta vez na Zona Norte. O objetivo é ampliar as vagas e atender melhor os alunos e professores daquele que é um dos maiores programas de desenvolvimento social através da arte no país. A obra tem valor estimado de R$ 3,2 milhões e deverá ser entregue no segundo semestre deste ano.

Divulgação

Grael não escondeu a empolgação na visita, por poder oferecer mais um equipamento à Região Norte da cidade, assim como também por poder ampliar as vagas no projeto, que, trabalhando a inclusão, pode ser uma ponte do jovem para a universidade.


“O objetivo é que a gente tenha um fluxo de aprendizado que leve o aluno, se ele assim quiser, até a universidade. A ideia é que ele seja preparado para passar numa eventual prova de habilidades numa universidade, para que ele se aprofunde ainda mais no estudo do instrumento. Então, vamos oferecer aqui um auditório que possa atender, não apenas o programa, como também o bairro todo, uma vez que a Região Norte não tem um espaço como este para receber pequenos eventos, como por exemplo, apresentações da orquestra. Então a cidade, especialmente quem mora aqui perto, será beneficiada”, afirmou.


De acordo com o secretário de Ações Estratégicas e Economia Criativa, André Diniz, a ampliação do Programa não vai parar por aí. Em breve, o Aprendiz Musical deverá ganhar um outro polo, na Região Oceânica.


“Como o Programa vai ser ampliado, atendendo em breve cerca de 8 mil crianças com mais de 50 mil pessoas envolvidas – se tornando o maior projeto desse tipo, proporcionalmente, em todo o país – estamos planejando três sedes. Serão pequenos centros culturais”, contou.

Foto: Bruno Eduardo Alves / Prefeitura de Niterói

O secretário municipal de Educação, Lincoln de Araújo, falou sobre a tradição de inclusão social da cidade.


“Niterói já tem uma tradição importantíssima de inclusão social pelas políticas públicas, ligadas à Cultura. A arte é uma expressão de cidadania. A maioria das crianças que participam do programa Aprendiz Musical é da rede pública municipal. Isso dá um empoderamento a esses jovens, o que é muito importante”, disse.


De acordo com o coordenador geral do Programa, João Victor Reis, que também é ex-aluno do Aprendiz Musical, a expansão é uma necessidade antiga.


“O Aprendiz Musical vem de uma longa trajetória. Eu mesmo sou formado por esse projeto. Comecei quando tinha 11 anos e depois me tornei professor desse programa social. Agora teremos três polos. A Casa Norival de Freitas, no Centro, junto com essa casa aqui no Fonseca, sediando a ação na Zona Norte, e haverá ainda uma casa na Região Oceânica. Serão três núcleos para atender as escolas municipais, de onde vêm a maioria expressiva de nossos alunos”, ressaltou.

Divulgação

Ainda em 2023, serão oferecidas 7,5 mil vagas para crianças e adolescentes no Programa. Atualmente, 2,1 mil crianças, moradoras de Niterói, têm aulas gratuitas de iniciação musical, prática de instrumentos de cordas, sopros e percussão e canto e coral. Cerca de 1,9 mil estão na iniciação musical e 200 nos módulos avançados do programa. A expectativa é chegar a 600 estudantes nos módulos avançados, que acontecem fora da grade curricular regular.


Empresa Municipal de Moradia, Urbanização e Saneamento (Emusa), Paulo Cesar Carreira, também esteve presente na visita.


Aprendiz Musical


O programa é desenvolvido em três estágios principais. O primeiro é a iniciação musical, voltada para turmas do 3º e 4º anos escolares com aulas que acontecem durante o horário escolar. As turmas têm aula de música uma vez por semana durante 50 minutos. O segundo estágio é o de prática de instrumentos e canto-coral, opcional para crianças e adolescentes em horário complementar às aulas. Neste estágio os alunos podem optar pela prática de instrumentos ou pelo canto coral. As turmas têm aula de música uma vez por semana durante 2 horas.


Já o terceiro estágio é de formação continuada. Nesta etapa, os jovens que apresentam habilidades técnicas mais desenvolvidas são encaminhados para a Casa Aprendiz, onde podem participar das formações orquestrais. As atividades são diárias e há um calendário de apresentações e concertos didáticos.


O programa também foi remodelado para melhor atender os professores e educadores: foi implantado um novo formato de contratação dos professores, que terão 13º salário, férias, FGTS e vale-transporte. Também haverá um sistema de monitoramento e avaliação, reunião de pais, mais participação das famílias e novos uniformes.

Obras no casarão


A restauração da Casa Norival de Freitas, no Centro, continua a todo vapor. As obras, que fazem parte do Plano Niterói 450, começaram em dezembro do ano passado e têm previsão de um ano e meio e um investimento de R$ 29 milhões.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

300x250px.gif

 Conheça a