top of page

Arcebispo de Aparecida: precisamos vencer o dragão do ódio e da mentira


(Reprodução)

O arcebispo de Aparecida (SP), Dom Orlando Brandes, comentou sobre a conjuntura política brasileira acirrada durante sermão no Santuário Nacional de Aparecida, nesta quarta-feira (12), dia da Padroeira do Brasil.


Fazendo referência ao período eleitoral, Brandes pregou que os fiéis se mobilizem para votar dizendo que é "necessário exercer esse direito e poder do povo".


Durante o sermão, Brandes comentou sobre a crise social que o Brasil enfrenta. "Está faltando pão, faltando fraternidade. Esse é o vinho que precisamos nos dias de hoje", disse.


"Maria venceu o dragão. Temos muitos dragões que ela vai vencer. O dragão, que é o tentador. O dragão, que já foi vencido, a pandemia, mas temos o dragão do ódio, que faz tanto mal, e o dragão da mentira. E a mentira não é de Deus, é do maligno. E o dragão do desemprego, o dragão da fome, o dragão da incredulidade. Com Maria, vamos vencer o mal e vamos dar prioridade ao bem, à verdade e à justiça, que o povo merece, porque tem fé e ama Nossa Senhora Aparecida."


O arcebispo condenou também o clima de acirramento do ódio que o país enfrenta durante a campanha eleitoral e voltou a criticar o armamento da população. Durante sermão em 2021, o pároco já havia feito crítica semelhante.


"Para ser pátria amada não pode ser “pátria armada”. Para ser pátria amada, seja uma pátria sem ódio. Para ser pátria amada, uma pátria na República sem mentiras e fake news. Pátria amada sem corrupção. E pátria amada com fraternidade”, afirmou.


As declarações do arcebispo vão na direção contrária do presidente Jair Bolsonaro (PL). Na terça-feira (11), a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) publicou uma nota em reação à tentativa de Bolsonaro de utilizar eleitoralmente o Círio de Nazaré.


"Lamentamos, neste momento de campanha eleitoral, a intensificação da exploração da fé e da religião como caminho para angariar votos no segundo turno. Momentos especificamente religiosos não podem ser usados por candidatos para apresentarem suas propostas de campanha e demais assuntos relacionados às eleições", disse a CNBB.


Bolsonaro participa de uma das sete missas no Santuário de Aparecida nesta quarta-feira (12) enquanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) realiza atos na comunidade do Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, e em Salvador (BA).


Fonte: Agência Sputnik


300x250px.gif
728x90px.gif