top of page

Armadilha fotográfica flagra onça-parda em Cachoeiras de Macacu

Hora da onça beber água: segundo maior felino das américas, uma onça-parda (Puma concolor), foi flagrada recentemente por armadilhas fotográficas no município de Cachoeiras de Macacu, no território do Parque Estadual dos Três Picos (PETP), maior parque estadual do Rio de Janeiro e administrado pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea). O animal, ameaçado pela expansão da interferência humana em seu habitat natural, é símbolo da região e o registro é de extrema importância para a observação e identificação da espécie e seus indivíduos.


Veja o vídeo:

O flagrante foi feito pelos ambientalistas Juran Santos e Izar Aximoff na fronteira do PETP com a Reserva Ecológica de Guapiaçu, reconhecida como Reserva Particular do Patrimônio Natural pelo órgão ambiental.


O monitoramento de animais no local é feito por meio de 20 armadilhas fotográficas com câmeras que foram disponibilizadas por meio do projeto Aventura Animal. O equipamento auxilia a equipe do parque no monitoramento da qualidade ambiental da fauna.

“A presença da espécie na unidade de conservação evidencia que o ecossistema da região está saudável, uma vez que a mesma está no topo da cadeia alimentar. A sobrevivência do felino no parque indica também que o ambiente proporciona condições para que isto aconteça. Como gestores, isso nos enche de alegria e orgulho”, celebrou o presidente do Inea, Philipe Campello.

Reprodução

Onça-parda


A onça-parda, também conhecida como Suçuarana e Leão-baio, alimenta-se de animais silvestres de portes variados e exerce papel vital na manutenção da integridade dos ecossistemas onde ocorre.


A espécie tem a capacidade de adaptação a vários tipos de ambientes, de desertos quentes aos altiplanos andinos, com maior atividade ao entardecer e à noite.

Parque dos Três Picos / Foto: Gfonsecabr / Wikimedia Commons

Sobre o parque


Com área aproximada de 65 mil hectares, o Parque Estadual dos Três Picos abrange partes dos municípios de Teresópolis, Guapimirim, Nova Friburgo, Cachoeiras de Macacu e Silva Jardim, na Região Serrana do Rio.


Além do novo núcleo em Teresópolis, a unidade de conservação possui sede em Cachoeiras de Macacu, um núcleo de montanha em Nova Friburgo e um núcleo operacional em Guapimirim.


Fonte: Inea

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page