Assessor de senador bolsonarista é preso pela PF


Senador Marcos Rogério (DEM-RO) (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

Em uma operação contra o tráfico de drogas, a Polícia Federal prendeu na quarta-feira (1º) Marcelo Guimarães Cortez Leite, assessor do senador governista Marcos Rogério (DEM-RO), integrante da CPI da Covid.

Marcos Rogério é vice-líder do governo Jair Bolsonaro no Congresso e o mais barulhento da tropa de choque do governo na CPI da Covid. Após a prisão, o senador exonerou o assessor.

A casa de Leite foi alvo de um mandado de busca e apreensão e a prisão preventiva decretada pelo juiz Luís Antônio Sanada Rocha, da 1ª Vara de Tóxicos e Delitos de Porto Velho, no âmbito da Operação Alcance.

Segundo a PF, o grupo, que transporta drogas entre Rondônia e Fortaleza, no Ceará, movimentou uma tonelada de cocaína e chegou a receber R$ 1,5 milhão em 15 dias. A verba seria lavada em Porto Velho, capital de Rondônia.

Em nota, a assessoria do senador bolsonarista diz que ele foi "surpreendido com a notícia de busca e apreensão na casa de um dos meus assessores, lotado no escritório de apoio parlamentar de Porto Velho, RO. Não tenho informações se existe ou não envolvimento na prática de algum ilícito, mas em decorrência das investigações em curso decidi exonerá-lo, aguardando maiores esclarecimentos dos fatos".

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif