Até a mulher do Queiroz pegou os R$ 600 do governo

Atualizado: 28 de Jul de 2020


Mesmo foragida, Márcia, mulher de Queiroz, recebeu ilegalmente o auxílio emergencial do governo

Ao menos 620 mil pessoas - inclusive mortos - receberam o auxílio emergencial de R$ 600 distribuído pelo governo federal para famílias necessitadas durante a crise do coronavírus sem ter direito. Entre elas, segundo a TV Globo, está a mulher de Fabrício Queiroz, Márcia Oliveira de Aguiar, foragida da Justiça.

"Para preencher o cadastro do auxílio emergencial, basta fornecer dados pessoais como profissão, renda mensal e a conta para receber o dinheiro", relata o G1, site da emissora, reproduzindo a matéria exibida no Fantástico neste domingo (28).

"Foi desta forma que Márcia Oliveira de Aguiar, a esposa de Fabrício Queiroz e foragida da Justiça, conseguiu sacar R$ 600. Márcia é suspeita, junto com o marido, de participar de um suposto esquema de rachadinha no gabinete do senador Flávio Bolsonaro", informa a matéria.

A denúncia do número de auxílios concedidos irregularmente consta de um relatório do TCU (Tribunal de Contas da União) revelado na reportagem do Fantástico. No mês de abril, o ministério da Economia distribuiu R$ 35,8 bilhões para 50 milhões de beneficiários em todo o país.

O pente fino feito pelo Tribunal constatou que pessoas com elevado poder aquisitivo, vivendo em casas de alto padrão, coberturas e com casamento marcado no Caribe estão recebendo o auxílio emergencial. As irregularidades, diz o TCU, devem causar um prejuízo de mais de R$ 1 bilhão aos cofres públicos.

A Caixa informou à reportagem da TV Globo que o Ministério da Economia já suspendeu 600 mil benefícios desde o início da distribuição do auxílio por conta de fraudes.

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

1/3
300x250px - para veicular a partir do di
Leia também: