Axel Grael vistoria obras do calçadão de Piratininga

As obras de estabilização e recuperação do calçadão de Piratininga seguem avançando. As intervenções trarão uma solução para proteger o local das fortes ressacas que ocasionaram a diminuição da faixa de areia. O trabalho acontece no trecho entre as ruas Jornalista Umbelino Silva e João Gomes da Silva. O prefeito de Niterói, Axel Grael, vistoriou as obras na manhã desta quinta-feira (28/4).

Foto: Douglas Macedo / Prefeitura de Niterói

Nesta área, está sendo construída uma contenção com cortina atirantada e estacas hélices. A obra tem investimento de R$ 7,8 milhões. Também será realizado um trabalho de paisagismo e construído mais um posto salva-vidas. Acompanhado do secretário municipal de Obras, Vicente Temperini, e do presidente da Emusa, Paulo Cesar Carrera, o prefeito conversou com moradores e comerciantes do bairro sobre o andamento das intervenções.


“Este era um problema antigo que ocorria neste trecho em função das ressacas. A obra, que era muito esperada por moradores e comerciantes da orla, está avançando conforme o cronograma previsto e trará muitos benefícios. As intervenções trarão uma solução para proteger o calçadão das fortes ressacas que ocasionaram a diminuição da faixa de areia, através da tecnologia inovadora de contenção com cortina atirantada e estacas hélice”, enfatiza o prefeito.


Morador de Piratininga e proprietário de um dos quiosques mais antigos da orla, Jorge Ximenes lembra que esta intervenção é uma antiga reivindicação de moradores e comerciantes do bairro.


“Estamos acompanhando de perto a obra e estamos vendo que o trabalho está sendo feito de forma correta. Como morador e comerciante do bairro há 37 anos, estou satisfeito e aliviado. Esta é uma obra muito necessária para esta área”, diz Ximenes


A Coordenação do Programa Região Oceânica Sustentável (PRO Sustentável) explica que realizou estudos relacionados à dinâmica costeira, com ênfase na solução estrutural, para conter os fenômenos que causam a erosão da praia e frequentes eventos de desabamento do calçadão durante as ressacas. De acordo com a equipe do PRO Sustentável, os estudos apontaram que a melhor decisão técnica e econômica seria a implantação da reposição do estoque de areia na Praia de Piratininga e um muro de contenção até que se recupere toda a faixa de areia.

Foto: Douglas Macedo / Prefeitura de Niterói

A recuperação do estoque de areia da Praia de Piratininga será realizada após as obras de recuperação do muro. A Coordenação do PRO Sustentável ressalta que essa areia será disposta ao longo da praia de Piratininga. Atualmente, está em fase de elaboração o Termo de Referência para contratação do projeto executivo e do Plano Básico Ambiental.


Nas áreas do calçadão que serão recuperadas, o projeto prevê também o serviço de paisagismo e requalificação urbanística, com canteiros e pergolado, além de espaços livres com gramados. Haverá, ainda, a construção de mais um posto salva-vidas com dois pavimentos.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói


300x250px.gif
728x90px.gif