top of page

Axel recebe pesquisadores para discutir Economia Solidária

Na tarde desta quarta-feira (15/2), o prefeito de Niterói, Axel Grael, recebeu em seu gabinete uma comitiva formada por pesquisadores de diversas universidades nacionais e internacionais para tratar de possíveis parcerias em projetos que envolvem Políticas Públicas de Clima e de Defesa Civil para comunidades e propostas de Economia Solidária. Com um histórico pioneiro nos assuntos tratados, a cidade é exemplo para os pesquisadores.

Foto: Bruno Eduardo Alves / Prefeitura de Niterói

De acordo com Grael, o projeto do grupo possui diversos pontos em comum com o que já é desenvolvido na cidade e, por isso, uma parceria com os pesquisadores pode ser importante ao unir a prática à teoria.


“Recebemos várias instituições aqui hoje, com abordagens muito diferentes e de certa forma circulando em torno da Moeda Social e da Resiliência climática e social. O trabalho deles é interessante, pois estão abordando essas questões em vários municípios. O projeto deles tem muita sinergia com o que nós viemos fazendo em Niterói. Então, nada melhor do que juntar a experiência e a prática com o trabalho de teorização acadêmica.”, afirmou.


Entre os assuntos tratados na reunião, o principal teve a ver com a Moeda Social Arariboia, programa da Prefeitura de Niterói de transferência de renda permanente que paga um valor mensal ao beneficiário cadastrado no CadÚnico. Além disso, o programa busca ampliar a geração de novos empregos e renda dos comerciantes, empreendedores e prestadores de serviços cadastrados com a circulação da moeda por toda a cidade. O valor mensal mínimo é de R$ 250 para a primeira pessoa, com acréscimo de R$ 90 para cada membro adicional. O máximo é de cinco pessoas adicionais por família e pode chegar a R$ 700 por mês para uma família com seis integrantes.


Outros projetos da Prefeitura foram destaque, como a Moeda do Clima e o Niterói Jovem EcoSocial, além de ações da Defesa Civil para captação e treinamento de voluntários.


O pesquisador João Porto de Albuquerque, da Universidade de Glasgow, no Reino Unido, apontou a importância de Niterói para o projeto da comitiva.


“Desde a semana passada estamos visitando cidades e esta é a sexta que viemos. Já temos um projeto na Comunidade do Preventório e conhecemos os projetos sociais de Niterói, que para a gente é um exemplo”, disse.


Além da Universidade de Glasgow, a comitiva tinha integrantes da Universidade de Lund (da Suécia), líderes comunitários do Quênia e da Colômbia, além de representantes da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), do BNDES e do Banco do Preventório.


Também estavam presentes os secretários municipais da Fazenda, Marília Ortiz; de Clima, Luciano Paez; de Meio Ambiente, Rafael Robertson; de Escritório de Gestão de Projetos (EGP), Katherine Azevedo; e de Assistência Social e Economia Solidária, Elton Teixeira; e de Defesa Civil e Geotecnia, coronel Walace Medeiros.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói


Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page