top of page

Axel visita reflorestamento e pede à população que não solte balões

O prefeito de Niterói, Axel Grael, visitou nesta terça-feira (27/6) o Morro do Boa Vista, no Centro da cidade, e viu de perto um dos maiores projetos de reflorestamento da cidade. Além de visitar a área, que está recebendo revegetação de inúmeras espécies nativas plantadas por garis da Companhia de Limpeza de Niterói (Clin), o prefeito aproveitou para fazer um apelo para que, neste período de festas, a população não solte balão. Além de ser um crime, a prática é responsável por incêndios em áreas de proteção ambiental e em locais que passam por revegetação.

Foto: Alex Ramos / Prefeitura de Niterói

“Visitamos o Morro do Boa Vista com a equipe da Clin, que faz um trabalho muito importante de reflorestamento. É um trabalho que protege a encosta e também quem mora lá embaixo porque evita erosão. Com isso, protege a encosta contra esses efeitos que podem causar deslizamentos. Temos hoje uma vasta extensão plantada e vamos levar isso para todos os lugares porque é necessário e salva vidas. Quem está lá embaixo não vê o trabalho dessas pessoas que se dedicam diariamente para salvar vidas. Eles chegam cedo, em uma caminhada cansativa e fazem o plantio diariamente. Por isso fazemos esse apelo para que as pessoas, nesta época de festas, não soltem balões. Essa é uma prática criminosa e coloca em risco refinarias, aeroportos e uma infinidade de locais”, alertou o prefeito.


Axel Grael reiterou a importância do trabalho de reflorestamento e destacou que pretende estender para outras regiões da cidade. Niterói conta com 56% de área protegida e o Morro do Boa Vista faz parte de uma dessas unidades de conservação, a Água Escondida.


O prefeito estava acompanhado do secretário de Defesa Civil, Walace Medeiros, que realiza um trabalho pioneiro em Niterói com o Programa Niterói Contra Queimadas.


“Temos com nossas rondas preventivas para conscientização mais de 500 voluntários do programa Nudec Queimadas porque sabemos que, quando o fogo se alastra, é um perigo para as áreas. Desde 2015, o Programa Niterói Contra Queimadas tem como uma das atividades mais importantes a formação de voluntários treinados pela Defesa Civil para realizar o monitoramento. É um importante suporte às equipes de combate do Corpo de Bombeiros e da Guarda Ambiental”, explicou Walace Medeiros.

Foto: Alex Ramos / Prefeitura de Niterói

As atuações são correlacionadas e visam conscientizar a população sobre prevenção com o objetivo de reduzir a ocorrência de queimadas no município de Niterói.


“Quando fazemos esses plantios, estamos fazendo o sequestro do carbono. Quando fazemos o plantio e quando vem a queimada, todo esse trabalho vai por água abaixo. Então temos que ter a conscientização e fazer a transição cultural do balão. E que não se cometam mais esse crime contra a cidade. É uma mudança cultural”, afirmou o secretário do Clima, Luciano Paez, que acompanhou a visita ao Morro do Boa Vista.


A visita foi acompanhada ainda pelo secretário de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade, Rafael Robertson; o engenheiro ambiental Luiz Vicente, que cuida dos viveiros da Clin (esta semana um balão foi retirado de um viveiro da companhia); e a engenheira Maria Carolina, da Secretaria de Meio Ambiente, que acompanha projetos de reflorestamento; além de agentes da Defesa Civil e voluntários do Nudec Queimadas.


Viveiros da Clin recebem visitantes


Funcionários da Clin estão preparados para receber escolas, universidades e grupos maiores que se interessam em fazer visitas técnicas em unidades de produção de mudas e conhecer de perto vários projetos ligados ao meio ambiente, como os processos de compostagem, semeadura e plantio de mudas e reflorestamento do Morro do Boa Vista.


“O viveiro da Clin serve como base para o reflorestamento, recuperação de encostas e áreas degradadas e arborização de regiões da cidade. Todas as mudas são produzidas a partir de resíduos de poda, já que este material é rico em nutrientes e auxilia no desenvolvimento das plantas. Para a empresa, é muito gratificante a visitação no local. É um reconhecimento do trabalho que vem sendo desenvolvido pela companhia”, destacou o presidente da Clin, Luiz Fróes.


Os horários de visitação do viveiro são às terças e quintas, no período entre 8h30 e 10h ou entre 13h e 15h. A Clin solicita que seja agendada pelo menos com duas semanas de antecedência pelos seguintes canais de comunicação: e-mail (diea.rj.clin@gmail.com), whatsapp (21) 99923-4908 ou pelo Instagram (@viveiro.de.mudas).


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page