Bélgica criará ilha artificial para produzir energia eólica


(Foto: Claudio Fachel/Palácio Piratini)

A Bélgica pretende criar uma ilha artificial no mar do Norte para a produção, armazenamento e distribuição de eletricidade gerada em parques eólicos, informou a ministra da Energia belga, Tinne Van der Straeten, na sexta-feira (15).

A Bélgica está determinada a deixar de usar completamente as usinas nucleares nos próximos anos.

"Construiremos uma ilha no mar para conectar a segunda zona [marítima de energia eólica], dessa forma triplicaremos a produção de eletricidade no mar do Norte", disse a ministra aos jornalistas em Bruxelas.

A ilha abrigará geradores eólicos, instalações de armazenamento de energia e estações de distribuição para conexão aos sistemas de fornecimento de energia dos países vizinhos. A segunda zona de turbinas eólicas deverá estar localizada diretamente no mar, ao redor da ilha.

O projeto está previsto para começar no final de 2026. Até 2030 o mar do Norte gerará 30% da eletricidade consumida no país. Em 2021, esta participação é de cerca de 10%.

A Bélgica, que atualmente depende da energia nuclear para suprir metade de seu consumo de eletricidade, assinou um novo pacto energético em 2018, segundo o qual os sete reatores nucleares do país serão fechados até 2025 e os investimentos serão redirecionados para a infraestrutura de energia renovável, em particular, os parques eólicos marítimos.

Em novembro, o governo belga decidirá se continuará com o plano de desligar todos os reatores nucleares até 2025 ou se vai deixar os dois reatores nucleares mais novos continuarem funcionando.


Fonte: Agência Sputnik

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif