BC eleva juros a 12,5%, maior taxa em mais de 5 anos

Atualizado: 5 de mai.


(Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) decidiu elevar, nesta quarta-feira (4), pela décima vez consecutiva, a taxa Selic, os juros básicos da economia. A alta foi de um ponto percentual. Com isso, a Selic passou de 11,75% para 12,75% ao ano, nível mais elevado desde fevereiro de 2017, quando era 13%.

O atual ciclo de alta dos juros básicos teve início em março de 2021. No último boletim Focus, em que o BC mede a expectativa do mercado financeiro, a projeção é de que a taxa básica encerre 2022 em 13,25% ao ano. A taxa teve seu menor valor histórico de 2% em agosto de 2020.

O choque de juros atual já é o maior desde 1999, quando o BC aumentou a Selic em 20 pontos percentuais de uma única vez.

Em comunicado, o BC avaliou que o ambiente externo seguiu se deteriorando e que as pressões inflacionárias decorrentes da pandemia se intensificaram com problemas de oferta advindos da nova onda de covid-19 na China e da guerra na Ucrânia. O Copom indicou que, para a próxima reunião, deverá manter o aperto monetário, mas com reajuste de menor magnitude, ou seja, inferior a 1%.

As últimas dez elevações, de acordo com levantamento feito pelo Estadão:

4 de maio de 2022: 12,75% ao ano;

16 de março de 2022: 11,75% ao ano;

2 de fevereiro de 2022: 10,75% ao ano;

8 de dezembro de 2021: 9,25% ao ano;

27 de outubro de 2021: 7,75% ao ano;

22 de setembro de 2021: 6,25% ao ano;

4 de agosto de 2021: 5,25% ao ano;

16 de junho de 2021: 4,25% ao ano;

5 de maio de 2021: 3,5% ao ano.

17 de março de 2021: 2,75% ao ano.

300x250px.gif
728x90px.gif