Boato de ataque em escola gera confusão em Niterói


Foto: Reprodução

Alunos, pais e professores da Colégio Estadual Liceu Nilo Peçanha, no Centro de Niterói, viveram momentos de tensão na manhã desta terça-feira (7/6), após ameaças publicadas nas redes sociais de que haveria um massacre no local. Por conta da confusão, os estudantes foram liberados mais cedo.


Uma equipe do 12º BPM (Niterói) foi encaminhada ao local e atuou de forma intensificada na área escolar. Segundo a corporação, o motivo da confusão teria sido por brigas e ameaças de cunho racista e homofóbico, feitas por um aluno do turno da noite, cujo nome não foi divulgado. O coordenador da base do Centro da Operação Segurança Presente esteve no Colégio e conversou com a diretora da unidade. Ela foi compareceu à 76ª DP, no Centro, onde o caso foi registrado.


De acordo com os relatos, alguns estudantes foram revistados na hora da saída. A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Niterói ficou a frente do caso. O acusado, após ser identificado, foi intimado a prestar esclarecimentos para posterior instauração de Inquérito Policial.


Nas redes sociais, um vídeo publicado exibe alunos aglomerados nos corredores enquanto tentavam sair. Um comunicado na internet dizia que o massacre seria um 'dia histórico'.


"Massacre no colégio Liceu Nilo Peçanha convido a todos a esse dia historico. Horário das 13h a 15h (Acaba assim que todos os 2k de alunos se forem.) Atenciosamente- Socrates da discordia [sic]", diz o texto.


No Instagram, um perfil anônimo anunciava que o massacre ocorreria na escola em algum momento, mas sem detalhar dia e hora.


"Uma chuva purificadora irá lavar esse ambiente escolar infestado de bichas, vadias e anular sua escória social. Você e essa [nome preservado] serão as primeiras a ter a garganta decepada, depois os alunos, monitores, coordenadores e toda a moderação escolar. Sujarei esse lugar com o sangue dessas pragas... Tire print disso...", dizia o texto criminoso.


Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro divulgou uma nota em que diz:


"Com relação as ameaças na internet dirigidas aos estudantes do Liceu Nilo Peçanha, em Niterói, a direção da unidade escolar, logo que teve ciência do fato, tomou todas as providências cabíveis com o registro da ocorrência na delegacia e convocação dos responsáveis de um suposto autor para uma reunião. A Seeduc-RJ informa, ainda, que o funcionamento da escola segue normalmente, com aulas no turno da tarde e noite, e que agentes da Polícia Militar permanecerão na frente da escola durante todo o expediente. Os pais que solicitaram tiveram seus filhos dispensados".

Ganhe_Ate_300x250px.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
Aumentou_728x90px.gif