728x90_2.gif

Bolsonaro é atacado por uma ema no Palácio da Alvorada


Isolado em quarentena no Palácio da Alvorada, em Brasília, desde terça-feira (7), quando anunciou estar contaminado pelo novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro foi atacado por uma ema enquanto tentava alimentar os animais que circulam em um gramado reservado em frente ao Palácio na tarde de segunda-feira (13).

O fato inusitado viralizou nas redes sociais e também virou motivo de "brincadeiras". Até o ex-candidato a presidente da República e pré-candidato à prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL), aproveitou. "Nem a ema perdoou", brincou.

As emas são uma atração à parte no Alvorada, um dos pontos turísticos da capital federal. Dezenas delas ficam no gramado, protegidas por um fosso que as isola da área a que os visitantes têm acesso.

O ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, de seu "esconderijo" nos Estados Unidos, participou nas mídias sociais quando a deputada federal Margarida Salomão (PT-MG) entrou na brincadeira dizendo "essa ema nos representa", em relação à bicada do animal em Bolsonaro. Dentro do seu habitual descontrole verbal, disparou "libertem do comunismo" e citou "mocréias" com o "sovaco cabeludo" que defendiam "o lula molusco".

Apesar do susto, o presidente e a ema passam bem.


(Reprodução)

1/3