Bolsonaro cai em inauguração de hospital


Na imagem reproduzida da televisão, o momento da queda de Bolsonaro em Goiás (Imagem/Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro inaugurou nesta sexta-feira (5) o Hospital de Campanha de Águas Lindas, em Goiás, cidade que fica no entorno do Distrito Federal, a 50 quilômetros da capital. Bolsonaro não usava máscara e, ao se dirigir ao local da cerimônia, escorregou e caiu.

A unidade vai atender exclusivamente casos suspeitos ou confirmados de covid-19. “A gente torce para que pouca gente venha para cá, sinal que não precisa de atendimento”, disse Bolsonaro.

A unidade foi construída pelo governo federal, ao custo de R$ 10 milhões. O governo de Goiás custeará insumos e equipes, e o Executivo federal será responsável pelo aluguel e a manutenção da estrutura física do hospital.

A unidade terá 200 leitos de internação, dos quais 190 de enfermaria e 10 de unidade de terapia intensiva (UTI).

Um total de 263 profissionais trabalharão no local, sendo 45 médicos, 85 enfermeiros e técnicos em enfermagem, 23 fisioterapeutas, além de farmacêuticos, psicólogos e nutricionistas.

A Secretaria de Saúde informou ainda que já enviou dez ventiladores pulmonares para a unidade, onde estão instalados monitores multiparamétricos para verificação dos sinais vitais dos pacientes graves. O hospital de campanha dispõe de tomógrafo computadorizado e laboratório clínico para a realização de exames.

De acordo com o boletim divulgado nesta quinta-feira (4) pela Secretaria de Saúde de Goiás, o estado tem 5.023 casos de covid-19 e 164 mortes causadas pela doença. Há ainda 27.115 casos suspeitos em investigação.

Em todo o país, já são 614.941 casos e 34.021 mortes pelo novo coronavírus.


Com Agência Brasil

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif