Bolsonaro ganhou o marketing mas perderá a foto


(Foto: Agência Brasil)

Por Vanderlei Borges

Marqueteiro profissional, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), foi o primeiro político brasileiro a estabelecer uma data para o início da vacinação: 25 de janeiro. Desde então, o postulante ao cargo de presidente da república sonha com sua foto em todas as manchetes sendo o primeiro político brasileiro vacinado no Brasil.

Como mostrou a reportagem do TODA PALAVRA, na última terça-feira (12), por mais que repita que São Paulo vai começar a vacinação tão logo a Anvisa autorize a utilização da CoronaVac, João Doria perdeu a "batalha da vacina". Um contrato assinado no último dia 7 entre o Ministério da Saúde e a Fundação Butantan garantiu ao governo federal a exclusividade do fornecimento de todas as doses da vacina produzida no Brasil ou adquiridas pela instituição paulista. Sem o beneplácito do presidente Jair Bolsonaro, o governador não terá a sonhada fotografia exclusiva. E, segundo o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a vacinação começará simultaneamente em todas as capitais, "no dia D e na hora H".

Então Bolsonaro venceu a batalha das vacinas? Fala-se que o Palácio do Planalto estuda organizar uma cerimônia na próxima terça-feira (19), com a presença do presidente, para anunciar o início da vacinação em todo o país. Faltaria apenas definir a estratégia da foto. O entrave para os marqueteiros do Planalto está no fato de o presidente ser acusado de mau exemplo e sabotador do combate à pandemia, além de ter colocado em dúvida o tempo todo a eficiência das vacinas, especialmente a CoronaVac desenvolvida em laboratório chinês. Na ausência de um personagem vivo, o marketing presidencial estaria avaliando Bolsonaro posar ao lado do personagem da "Gotinha" inflável, criado para a campanha pífia do governo federal contra a pandemia.

Ao contrário de outros chefes de Estado, que apoiam as ações recomendadas pela Ciência e são exemplos para suas populações, Bolsonaro não poderá sair na foto sendo vacinado.


 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

1/3
300x250px - para veicular a partir do di
Leia também: