top of page

Bolsonaro nomeia comandante do Exército escolhido por Lula


General Júlio Cesar de Arruda (Foto: Alan Santos/PR)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) publicou nesta quarta-feira (28) a nomeação do general Júlio Cesar de Arruda para o comando interino do Exército. Arruda é o escolhido pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para assumir a função efetiva a partir de 2023.


A nomeação de Arruda para o comando interino do Exército brasileiro foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (28). Na mesma publicação foi exonerado o general Marco Antônio Freire Gomes da função - ele assumiu o cargo em março deste ano e era tido como de viés ideológico e fiel a Bolsonaro.


Com isso, Bolsonaro atende à indicação feita pelo futuro ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, e permite que a posse de Lula transcorra já com o comando do Exército renovado.


A nomeação de Arruda também tem o objetivo de atender uma missão ainda mais imediata, que é a de acabar com os acampamentos de bolsonaristas na porta do Quartel General do Exército. Há vários acampamentos bolsonaristas espalhados pelo Distrito Federal a serem desmobilizados até a posse no dia 1º. O objetivo é evitar possíveis atos de violência no dia da posse, como os que ocorreram no dia 12 de dezembro, com carros e ônibus incendiados e tentativa de invasão à sede da Policia Federal, e na véspera do Natal, quando bolsonaristas terroristas tentaram explodir um caminhão tanque de combustível para "instalar o caos", segundo disse em depoimento o homem preso pela polícia do DF com o qual foi encontrado um arsenal de armas pesadas, explosivos e farta munição.


Perfil

O general Júlio Cesar de Arruda é o atual chefe do departamento de Engenharia e Construção do Exército. Nascido em 9 de janeiro de 1959, em Cuiabá, foi incorporado ao Exército em 1975. Dois anos depois, ingressou na Academia Militar das Agulhas Negras.


Durante sua vida militar, serviu em unidades de engenharia em Itajubá (MG), no Rio de Janeiro-RJ, em Cuiabá e em Brasília. Como tenente-coronel, foi assessor do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (2000-2001) e comandou o 1º Batalhão de Forças Especiais, em Goiânia, no biênio 2005-2006.


Como coronel, realizou o curso de Política, Estratégia e Alta Administração do Exército. Comandou a Escola de Administração do Exército/Colégio Militar de Salvador, foi instrutor do Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva em Itajubá (MG), da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais e da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército.


No exterior, foi Observador Militar da Segunda Missão de Verificação das Nações Unidas em Angola (UnavemI I) e assessor da Cooperação Militar Brasileira no Paraguai. Realizou o curso de Contraterrorismo e Cooperação Interagências na Universidade Nacional de Defesa, nos Estados Unidos.


Já como oficial general, foi comandante da Academia Militar das Agulhas Negras em Resende (RJ), comandante de Operações Especiais em Goiânia, diretor de Educação Superior Militar no Rio de Janeiro, subcomandante de Operações Terrestres em Brasília, vice-chefe do departamento de Engenharia e Construção também em Brasília e comandante militar do Leste no Rio de Janeiro.


Dentre as condecorações com que foi agraciado destacam-se a Medalha Militar de Ouro com Passador de Platina, a Ordem do Mérito Militar – Grã-Cruz, a Ordem do Mérito Aeronáutico – Grande Oficial, a Ordem do Mérito Naval - Grande Oficial, e a Ordem do Mérito da Defesa - Grande Oficial.

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page