Bolsonaro teme ser preso se perder eleição


(Foto: Clauber Cleber Caetano/PR)

O presidente, Jair Bolsonaro (PL), anda declarando que tem a certeza de que deve ser alvo de inquéritos instaurados com objetivo de levá-lo à prisão caso perca o pleito deste ano. O mandatário também acredita que seus filhos podem se tornar alvos mais fáceis de investigadores caso deixe a presidência da República, de acordo com a Folha de São Paulo.

Segundo a mídia, Bolsonaro tem repetido a fala a diversos interlocutores em Brasília, inclusive de seu próprio governo, e está cada vez mais inquieto e "transtornado" em alguns momentos com a hipótese de ser preso.

O jornal ainda relata que, de acordo com políticos e autoridades que não integram o governo, mas que conversaram com o presidente nos últimos dias, ele tem demonstrado nervosismo e repetido frases semelhantes à que disse em um discurso no dia 7 de setembro do ano passado, em um ato na avenida Paulista, em São Paulo: "Nunca serei preso".

Bolsonaro também afirma a ministros que "estão loucos" para que ele seja preso, mas que ele saberia contornar a situação por não ser "ingênuo" como seus antecessores — Lula (PT) e Michel Temer (MDB) foram presos depois de deixarem o mandato de presidente.

Caso seja derrotado e deixe o Palácio do Planalto, o presidente poderá ser julgado pela Justiça comum, o que eleva as possibilidades de responsabilização penal. Bolsonaro é alvo de centenas de denúncias, em especial por sua conduta durante a epidemia da covid-19 e pelos ataques ao sistema eleitoral. Além das rachadinhas de gabinete de quando era deputado federal.

A possibilidade explicaria em parte a intensidade dos ataques proferidos pelo chefe do Executivo ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


Fonte: Agência Sputnik

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif