Bombou vídeo do 03 criticando gasolina a R$ 2,50 em 2016


(Reprodução)

Está fazendo enorme sucesso nas redes sociais um vídeo publicado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) de 2016 em que ele critica o preço da gasolina, à época em torno de R$ 2,50. No vídeo resgatado por internautas, o filho 03 do presidente Jair Bolsonaro aparece num posto de combustível nos Estados Unidos criticando o governo brasileiro e fazendo uma ligação entre os casos de corrupção na Petrobras e o preço da gasolina, que hoje já ultrapassa os R$ 7 em diversos estados do país.

"Agora você está pagando o preço da Lava-Jato, lá da corrupção do pessoal que desviou da Petrobras. Porque antigamente quando subia o preço da gasolina o que eles falavam? Que era o mercado internacional", afirma Eduardo, que atualmente, assim como fazem o pai, os irmãos e aliados, culpa os governadores dos estados pela disparada no preço dos combustíveis no Brasil.

Na semana passada, Eduardo Bolsonaro culpou a esquerda ao responder um print do comentário de um usuário na rede social que questiona o presidente sobre a alta do preço da gasolina.

"A esquerda, ou seus idiotas úteis, não querem diminuir o preço da gasolina, eles fazem questão de ignorar os movitos que a encarecem. O objetivo (da esquerda) é só desgastar o Presidente. Como dizia o mentor da New Left Saul Alinsky: "o motivo nunca é o motivo. O motivo é sempre a revolução", escreveu o filho 03.

Economistas garantem que o que mais pesou para a disparada na bomba foram os sucessivos aumentos da Petrobras durante o governo Jair Bolsonaro.



300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif