Brasil bate recorde de contaminações em 24 horas


(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

A alta do coronavírus segue desenfreada no Brasil. Nas últimas 24 horas, o País registrou 224.567 novos casos confirmados de covid-19, um recorde de contaminações desde o início da pandemia, em março de 2020. Os dados são do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass) e divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira (26).

Com os novos casos, o total de infectados pela doença subiu para 24.535.884.

O País também notificou 570 novas mortes pela covid-19, o que elevou o total de mortes na pandemia para 624.413.

O número de infectados pela covid-19 continua crescendo em razão da variante ômicron. A média móvel, que calcula os registros dos últimos sete dias, continua subindo, e fechou o dia em 159.877. Na terça-feira, o número foi de 157.060.

A média móvel dos óbitos, que na terça ficou em 332, terminou o dia em 365.

De acordo com dados divulgados pelo Imperial College, a taxa de transmissão da covid-19 no Brasil está em 1,78 - ou seja, cada 100 pessoas infectadas podem transmitir o vírus para 178.

Com o aumento na taxa de ocupação dos hospitais diante do aumento no número de infectados, São Paulo, que lidera as estatísticas, anunciou que vai abrir 700 novos leitos de internação. Nas últimas 24h, o estado registrou 13.184 casos e 172 mortes.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg