728x90_2.gif

Brasil chega a 150 mil mortos e Bolsonaro passeia


Neste sábado (10), dia em que o Brasil ultrapassou a marca de 150 mil mortes por Covid-19, o presidente da República, Jair Bolsonaro, com o semblante tranquilo, se exibiu num passeio dirigindo uma motocicleta pelas ruas do Guarujá, na região litorânea de São Paulo, enquanto o general Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria do Governo, e o governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, se somavam à estatística dos 5.073.483 de brasileiros que já contraíram a doença, incluindo ele.

Junto a Ramos, somam-se mais nove ministros do seu governo que foram infectados por Covid-19: Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Bento Albuquerque (Minas e Energia), Milton Ribeiro (Educação), Onyx Lorenzoni (Cidadania), Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia e Inovações), Wagner Rosário (Controladoria-Geral da União), Braga Netto (Casa Civil), Jorge Oliveira (Secretaria-Geral) e Marcelo Álvaro Antônio (Turismo).

Nas redes sociais, autoridades como o governador do Maranhão, Flávio Dino, destacaram seu luto. Sem citar nomes, Dino escreveu em sua conta no Twitter: “150 mil mortes por coronavírus no Brasil. Minha solidariedade a todas as famílias atingidas por essa terrível doença. E a minha indignação com alguns governantes, que ficaram indiferentes a esta tragédia, ou que se dedicaram a propagar mentiras”.




1/3