728x90_2.gif

Brasil chega a 250 mil mortes com média maior que 1ª onda


(Reprodução)

Um dia antes de completar um ano de pandemia e com média móvel de óbitos elevada desde 22 de dezembro, o Brasil ultrapassou nesta quarta-feira (24) a marca de 250 mil mortes por Covid-19 e se mantém como segundo país no mundo com maior letalidade no contágio da doença, atrás apenas dos Estados Unidos.

De acordo com os dados divulgados pelo consórcio de veículos de imprensa, foram registradas 1.390 novos falecimentos até as 18h, elevando a 250.036 pessoas que perderam a vida desde o começo da pandemia no país.

Citado por G1, o pesquisador da faculdade de medicina da Universidade de São Paulo em Ribeirão Preto, Domingos Alves, alerta que a média móvel atual é maior do que a primeira onda, e, mesmo com a campanha de vacinação em andamento - mas ainda lenta -, pode continuar acelerando e o Brasil poderá chegar a 300 mil mortes no final de março e início de abril - média atual é de mais de 1 mil óbitos diários. Principal causa, segundo ele, continua sendo o descumprimento das regras de isolamento social.

1/3
BANNER_ESTATICO_300X250_v2-01.jpg