Brasil goleia o Chile por 4x0 no Maracanã

por Edu Gomes

Coluna "Conexão Clubes do Rio"


Vinícius Júnior, ex-Flamengo, foi um dos destaques da vitória brasileira ontem (24) no Maracanã. Foto: Agência Brasil

A seleção brasileira venceu o Chile na noite de ontem (24) pelo placar de 4x0, em jogo realizado no Estádio Jornalista Mario Filho, o Maracanã, pela 17ª rodada das Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo que será realizada em novembro desse ano no Catar.


Com a classificação já garantida, o técnico Tite utilizou o jogo de ontem como um grande laboratório para testar jogadores. Já o Chile, com a derrota, se complicou de vez na disputa por uma vaga na Copa do Mundo, dependendo agora de vencer o já classificado Uruguai na última rodada e torcer por derrotas de Colômbia e Peru para, assim, conseguir uma vaga na repescagem.


O jogo em si teve boas novidades. Neymar, atuando como "falso 9", conseguiu realizar boa movimentação e anotou, de pênalti, o primeiro gol da seleção brasileira ainda no primeiro tempo. Vinicius Junior e Anthony, que fazem boas temporadas na Europa por Real Madrid e Ajax, respectivamente, foram também destaques na primeira etapa. O ex-atleta do Flamengo, inclusive, marcou o segundo gol da seleção, realizando assim seu sonho de marcar pela canarinho no Maracanã, estádio que possui tantas boas memórias do tempo em que atuou pelo clube da Gávea.


Na segunda etapa, outro atleta carioca guardou seu gol. Philippe Coutinho, ex-Vasco, fez de pênalti o terceiro gol do Brasil, após substituir o também carioca Lucas Paquetá, ex-Flamengo. Por fim, o 4x0 foi definido com um gol de Richarlison, ex-Fluminense. O atacante, que hoje atua no Everton da Inglaterra, fez grande jogada pela direita e finalizou como um verdadeiro centroavante para fechar a goleada brasileira.


Outro fator favorável no time brasileiro foi a consistência defensiva. Mais uma vez, Thiago Silva e Marquinhos formaram uma dupla de zaga sólida, tendo a frente uma não menos sólida dupla de volantes, com Casemiro e Fred. Os laterais, Danilo e Guilherme Arana, também fizeram uma partida correta, mantendo a solidez da linha de defesa brasileira e fazendo com que o goleiro Alisson pouco fosse exigido durante o jogo.


É de se destacar nesse atual elenco brasileiro a predominância de atletas da Premier League, o Campeonato Inglês, que é considerado o torneio nacional mais forte do planeta. Sendo uma liga outrora marcada por um número menor de atletas brasileiros, atualmente o elenco montado pelo técnico Tite é predominantemente marcado por atletas que atuam na "Terra da Rainha". Dos 16 jogadores que entraram em campo ontem, 8 atuam na Inglaterra. São eles: Alisson (Liverpool), Thiago Silva (Chelsea), Fred (Manchester United), Philippe Coutinho (Aston Villa), Fabinho (Liverpool), Bruno Guimarães (Newcastle), Richarlison (Everton) e Gabriel Martinelli (Arsenal). Tite ainda tinha no banco o lateral esquerdo Alex Telles (Manchester United), que não entrou na partida.


Além disso, o goleiro Ederson (Manchester City), o volante Fernandinho (Manchester City), os atacantes Firmino (Liverpool), Raphinha (Leeds United) e Gabriel Jesus (Manchester City), entre outros, são alguns dos atletas brasileiros que atuam em terras inglesas e que fazem parte desse atual ciclo de convocações do treinador brasileiro, possuindo assim chances de marcarem presença no Catar em novembro desse ano.


Portanto, diferente de outras oportunidades, o Brasil ontem venceu e convenceu. Agora a seleção irá jogar contra a Bolívia pela 18ª rodada das eliminatórias no próximo dia 29. O time não contará com Neymar e Vinícius Júnior que, apesar das boas atuações, foram suspensos ontem por receberem cartões amarelos. Já o Chile, na mesma data, joga suas últimas cartadas contra o Uruguai em casa.


Abaixo, a ficha técnica do jogo:


FICHA TÉCNICA: BRASIL 4 x 0 CHILE

Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar, 17ª rodada

Local: estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data/hora: 24 de março de 2022

Árbitro: Dario Herrera (Argentina)

Assistentes: Gabriel Chade e Facundo Rodriguez (ambos da Argentina)

VAR: Mauro Vigliano (Argentina)

Público e renda: 69.368 presentes/R$ 6.577.230,00

Cartões amarelos: Lucas Paquetá, Casemiro, Neymar, Vini Jr (Brasil); Paulo Diaz, Claudio Bravo, Gary Medel (Chile)

Gols: Neymar, aos 43/1ºT (1-0), Vini Jr, aos 45/1ºT (2-0), Philippe Coutinho, aos 26/2ºT (3-0) e Richarlison, aos 46/2ºT (4-0)


BRASIL: Alisson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Guilherme Arana; Casemiro (Bruno Guimarães, aos 37/2ºT) e Fred (Fabinho, aos 37/2ºT); Antony (Gabriel Martinelli, aos 29/2ºT), Lucas Paquetá (Philippe Coutinho, aos 17/2ºT), Neymar e Vini Jr (Richarlison, aos 29/2ºT). Técnico: Tite.


CHILE: Claudio Bravo; Isla, Paulo Díaz, Gary Medel, Enzo Roco (Montecinos, no intervalo) e Gabriel Suazo; Claudio Baeza (Ronnie Fernandez, aos 15/2ºT), Aránguiz (Pavez, aos 30/2ºT) e Vidal; Alexis Sánchez e Eduardo Vargas (Jean Meneses, aos 30/2ºT). Técnico: Martin Lasarte

300x250px.gif
728x90px.gif