Brasil será segundo país a testar vacina de Oxford


(Reprodução)

Reino Unido e Rússia saíram na frente na luta pela primeira vacina para o novo coronavírus. A universidade britânica de Oxford anunciou a promissora vacina batizada de ChAdOx1nCov-19 a ser testada em pacientes, ainda neste mês, inclusive no Brasil com a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O Brasil será o segundo país a realizar os testes da Oxford, considerada por cientistas como 50% promissora. Serão recrutados dois mil voluntários que não entraram em contato com a doença. Em São Paulo, o exame com mil pacientes será conduzido pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp); no Rio de Janeiro, outros mil pacientes farão o teste sob a responsabilidade da Rede D'Or São Luiz. Segundo a Anvisa, os ensaios clínicos em humanos conduzidos sob a chancela do Reino Unido se mostraram seguros.

As doses de testagem da ChAdOx1 nCoV-19 foram produzidas pela empresa italiana Advent-IRBM. A multinacional sueco-britânica AstraZeneca será responsável pela fabricação e distribuição da vacina em nível mundial.

Foi a AstraZeneca que fez o pedido à Anvisa para fazer a testagem com pacientes no Brasil.

Até ontem (3), o Brasil acumulava 595.110 casos confirmados e 33.038 mortes por Covid-19.

Testes promissores

O Ministério da Defesa da Rússia anunciou nesta terça-feira (2) que começará os testes clínicos de uma vacina contra a Covid-19 em 50 militares voluntários, incluindo cinco mulheres. A vacina foi desenvolvida com a participação de especialistas militares do Centro de Pesquisa Científica do Ministério da Defesa.

No último final de semana, o governo russo anunciou o registro do primeiro medicamento específico para o tratamento da Covid-19 desenvolvido a partir do antiviral japonês Favipivarir. De acordo com o Ministério da Saúde, no próximo dia 11, os hospitais receberão medicamentos suficientes para 60 mil tratamentos

A Rússia acumula 441.108 casos e 5.384 mortes por Covid-19.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg