Brasil teve o maior número de queimadas na década


Queimadas no Pantanal: maior número desde 1998 (Reprodução)

Dados divulgados pelo Programa Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) apontam que o Brasil terminou 2020 com o maior número de focos de queimadas da década. No ano passado foi registrado um aumento de 12,73% na comparação com 2019. No total, foram 222.798 focos contra os 197.632 no ano anterior.

Embora quase metade das queimadas tenha ocorrido nas florestas da Amazônia, o aumento mais grave ocorreu no Pantanal: 120%. Ainda segundo o programa do Inpe, foram registradas 22.116 queimadas em 2020 no bioma, que representam mais do que o dobro das 10.025 em 2019. Foi o maior número de focos desde 1998, ano do início da série histórica no Pantanal.

No ano passado, imagens devastadoras dos incêndios e de animais mortos ou feridos pelo fogo correram o Brasil e o mundo. Estima-se que ao menos 23% do Pantanal tenha sido destruído.

Na Amazônia, foram 103.161 focos de queimadas, contra 89.171 registradas em 2019 - uma alta de 15,68%, e é o maior número observado pelo Inpe desde 2017.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg