Brasil viabiliza voo para brasileiros retidos em Portugal


(Reprodução)

O Ministério das Relações Exteriores informou que concluiu negociação com Portugal para a realização de um voo comercial extraordinário entre Lisboa e Guarulhos (SP) para o dia 26 de fevereiro devido à suspensão de voos diretos entre os dois países no dia 27 de janeiro. Objetivo inicial é trazer de volta ao menos parte de brasileiros que possuem bilhetes da companhia aérea TAP e ficaram retidos no país após a proibição por conta de novas variantes de SARS-Cov-2 descobertas no Brasil.

Segundo o Itamaraty, por se tratar de uma operação privada, os interessados em embarcar no voo de 26 de fevereiro devem tratar diretamente com a companhia aérea, que será a responsável pelo transporte dos passageiros, para a marcação ou aproveitamento de bilhetes aéreos. Em função do estado de emergência e as restrições vigentes em Portugal devido à pandemia de Covid-19, somente poderão ingressar no aeroporto passageiros com bilhetes confirmados pela empresa aérea.

O ministério informou que, para esse voo comercial extraordinário, permanecem "inalteradas as exigências de documentos para viagem, assim como a apresentação de teste negativo para Covid-19 e o preenchimento de formulário da Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária] (declaração de saúde do viajante) para entrada no Brasil."

Com a suspensão de voos entre os dois países prorrogada do último dia 15 até 1º de março, pelo menos 340 brasileiro ficaram retidos em Portugal e enfrentam dificuldades financeiras para se manter em solo lusitano. Alguns, inclusive, precisam dormir na rua, pois não têm dinheiro para qualquer tipo de hospedagem.

Ainda segundo o Itamaraty, o governo brasileiro continua negociando com Portugal a possibilidade de realização de novos voos entre os dois países.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg