top of page

BRICS pode contribuir para o desenvolvimento sustentável global

O Fórum de Manufatura do BRICS foi realizado nesta segunda-feira, 21 de agosto, na província de Gauteng, na África do Sul. A reunião proporcionou uma oportunidade para os participantes interagirem com várias partes interessadas - membros do governo, representantes do setor e associações líderes do setor de todos os países do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), segundo informa a TV BRICS.

TV BRICS

No dia de hoje, três sessões de painel foram realizadas: "Construindo uma cadeia de valor industrial sustentável e centros regionais de manufatura no continente africano", "Financiando o crescimento e o desenvolvimento da manufatura", "Industrialização verde e a economia de ciclo fechado".

Busi Mabuza / Reprodução

A Presidente do Conselho Empresarial do BRICS, Busi Mabuza, em seu discurso de abertura, enfatizou que na reunião serão discutidos tópicos que moldarão o futuro do setor de manufatura não apenas nos países do grupo dos cinco, mas também globalmente.


"O grupo BRICS, com sua crescente influência, pode fazer uma contribuição significativa para o futuro do desenvolvimento sustentável global. O mundo está se movendo em direção à produção sustentável verde, reconhecendo a importância de construir cadeias de valor sustentáveis que impulsionem o crescimento econômico. A África, com seu potencial, recursos naturais e uma base de recursos humanos muito jovem, tem um papel fundamental e muito importante a desempenhar nessa agenda", disse ela.


À margem do evento, a Corporação de Desenvolvimento Industrial da África do Sul (IDC) e o Banco da China (BOC) também assinaram um acordo de entendimento que fortalecerá o comércio regional e os fluxos de investimento.


De acordo com o memorando, a Corporação de Desenvolvimento Industrial da África do Sul e o Banco da China pretendem investir 10 bilhões de rands em cinco anos em projetos de energia, infraestrutura, manufatura, agricultura e mineração.


O Ministro do Comércio e da Indústria da África do Sul, Ebrahim Patel, disse que existe hoje um ambiente global sem precedentes que está alimentando novas mudanças industriais.


"Para garantir um ecossistema estável para a sociedade, nosso sistema global de fornecimento de energia precisa mudar. Essa etapa está ligada à inovação tecnológica. A revolução digital está afetando um número cada vez maior de esferas e setores da atividade econômica e produtiva, e as redes digitais estão mudando a forma como trabalhamos, a distribuição de funções e a estrutura da comunicação. Ainda não podemos prever exatamente como o desenvolvimento da inteligência artificial e da robótica inteligente mudará o mundo do trabalho e a estrutura social da produção", afirmou o ministro.

Piyush Kumar / Reprodução

Piyush Kumar, vice-ministro de Comércio e Indústria da Índia, chamou a atenção dos participantes para as mudanças fundamentais no sistema econômico e de produção global, que devem ser levadas em conta para atender aos novos requisitos e desafios. E inclusive utilizá-las para desenvolver a capacidade dos países membros do BRICS e, de forma mais ampla, de todas as nações do Sul global.


"A manufatura é a base do comércio e da indústria e desempenha um papel fundamental no desenvolvimento de uma nação. Embora continue dominando a economia, o século XXI testemunhou mudanças significativas no que produzimos, como o fazemos e para quem. A tecnologia mudou não apenas o processo, mas também facilitou a criação de novos produtos que atendem não apenas às necessidades, mas também aos desejos em constante mudança das pessoas. As preocupações ambientais estão nos forçando a diversificar todo o sistema de produção e distribuição de fluxos de mercadorias no século XXI", disse Kumar.


Segundo ele, outro aspecto importante a ser considerado é a mudança do equilíbrio do comércio mundial para o Sul global.


"Hoje, o BRICS está impulsionando o crescimento global. As economias do bloco estão alcançando o PIB combinado dos países do G7 e continuarão a fazer uma contribuição integral para o PIB global. Há um enorme potencial para aumentar o comércio e o investimento mútuos dentro do BRICS, capitalizando as economias complementares de nossos países. É ainda mais importante que as grandes economias garantam o desenvolvimento sustentável da Índia, pois somos o lar de mais de 1,4 bilhão da população mundial", acrescentou.


Fonte: TV BRICS

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page