Butantan adia entrega dos testes da CoronaVac à Anvisa


(Foto: Governo SP)

Sem poder cumprir a meta de conclusão dos estudos até esta terça-feira (15), o Instituto Butantan anunciou o adiamento para dia 23 - quarta-feira da semana que vem - do envio do resultado dos testes da vacina CoronaVac à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), havia anunciado o início da vacinação no estado para o dia 25 de janeiro, prazo que dificilmente poderá ser cumprido após esse adiamento.

No último sábado (12), o governo federal entregou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o plano nacional de imunização. O documento lista três vacinas já compradas pelo governo, que não inclui a CoronaVac, imunizante desenvolvido pela farmacêutica Sinovac, da China, e que será produzido em parceria com o Butantan, de São Paulo. Será a partir dos testes a serem entregues até o dia 23 que a Anvisa avaliará se a vacina poderá ser utilizada ou não na vacinação nacional.

Dória, politicamente

Em entrevista a uma rádio, João Doria, que apostava na data de 25 de janeiro como marco do início da vacinação da população paulista, se defendeu politicamente ao dizer que o adiamento em uma semana foi "para melhorar os aspectos de análise da eficácia da vacina" e que "é pelo bem, não pelo mal. Não é pelo risco, mas pela vantagem".

1/3
300x250px - para veicular a partir do di

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também: