728x90_2.gif

Butantan entrega 3,3 milhões de CoronaVac ao governo


(Reprodução)

O Instituto Butantan entregou nesta segunda-feira (15) mais 3,3 milhões de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde. Do montante, 22,6% ficaram com o estado de São Paulo, o equivalente a 823 mil doses.

O caminhão com o novo lote saiu do Butantan na manhã desta segunda-feira (15). O governador de São Paulo, João Doria, mais uma vez, esteve presente na entrega do novo carregamento. Ele disse que o Butantan entregará mais dois milhões de doses na próxima quarta-feira (17), totalizando 5,3 milhões de vacinas entregues nesta semana.

No total, o Ministério da Saúde encomendou ao Butantan, que tem parceria com o laboratório chinês Sinovac - responsável pelo desenvolvimento da CoronaVac - 100 milhões de doses. No primeiro contrato, o governo federal adquiriu 46 milhões de doses, e depois expandiu a compra do imunizante em mais 54 milhões de injeções.

Além da vacina, o Butantan mantém em fase de testes o desenvolvimento de um soro anti-Covid-19. No início de março, o Instituto enviou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) uma solicitação para testar o soro em humanos.

Os estudos clínicos pretendem avaliar a segurança e a eficácia do possível medicamento, que tem como objetivo amenizar os sintomas da doença nas pessoas. O soro não tem a capacidade de curar ou prevenir a Covid-19, conforme explicou o Butantan.

De acordo com o Butantan, foram entregues os seguintes lotes da CoronaVac ao Ministério da Saúde em 2021:

17 de janeiro: 6 milhões de doses

22 de janeiro: 900 mil doses

29 de janeiro: 1,8 milhão de doses

5 de fevereiro: 1,1 milhão de doses

23 de fevereiro: 1,2 milhão de doses

24 de fevereiro: 900 mil doses

25 de fevereiro: 453 mil doses

26 de fevereiro: 600 mil doses

28 de fevereiro: 600 mil doses

3 de março: 900 mil doses

8 de março: 1,7 milhão

10 de março: 1,2 milhão

15 de março: 3,3 milhões

1/3