top of page

Café do Trabalhador faz um ano servindo 15 mil refeições diárias

Pão com manteiga, café - com leite ou puro - e fruta. Há um ano, milhares de kits de café da manhã, com esses alimentos, são distribuídos diariamente em todo o estado do Rio. A primeira refeição do dia é oferecida à população fluminense por apenas 50 centavos. O Café do Trabalhador, programa da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, faz parte da política de combate à fome promovida pelo governo. O objetivo é fornecer um café da manhã balanceado e nutritivo para os trabalhadores que estão a caminho de suas jornadas diárias.

Divulgação / Governo do Estado do Rio

É o caso da Katia Silva de Caldas, de 51 anos, moradora do bairro Mundo Novo, em Magé, que trabalha como prestadora de serviço na limpeza urbana na cidade, e quase sempre sai sem tomar o café da manhã. No dia da inauguração no município, que aconteceu esta semana, ela esteve no Café do Trabalhador e aprovou a iniciativa:


"Eu acho uma beleza, eu saio corrida de casa sem conseguir tomar o meu café, às vezes não tenho dinheiro pra comprar e fico sem comer até o almoço. Esse projeto é uma boa. Hoje mesmo meu colega não tomou café, veio aqui tomar comigo. Nota 10", disse Katia.


Desde o início do ano 14 polos foram inaugurados no estado. Só no mês de junho, cinco cidades foram contempladas e receberam o Café do Trabalhador: Resende, Porto Real, São Pedro da Aldeia, Japeri e Miguel Pereira. Já agora em julho, Magé, Nilópolis, Tanguá e Belford Roxo ganharam novos polos. Com as novas instalações, o Governo do Estado soma 15 mil refeições distribuídas, por dia, em 43 locais do território fluminense.


"O Café do Trabalhador garante uma refeição digna para os trabalhadores e para a população mais vulnerável. Só na nossa gestão já foram entregues onze polos. E não vamos parar, nossa meta é uma política pública que garanta o combate à fome em nosso estado", ressaltou Rosangela Gomes, secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos.


Café do Trabalhador


O Café do Trabalhador funciona em locais próximos a áreas de concentração de usuários de transporte público. Além dos kits, também são fornecidos: guardanapo, mexedor descartável, sachês de açúcar ou adoçante. Os itens são armazenados em sacola plástica para o transporte seguro. Em cada unidade, os horários de funcionamento variam de acordo com a região onde estão localizados.


A previsão do Governo do Estado é instalar novas unidades ao longo do mês de julho. Para as Baixadas Litorâneas, que já contam com um polo em Rio das Ostras, está prevista a abertura de mais uma unidade, desta vez em Cabo Frio.


Fonte: Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro


Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page