728x90_2.gif

Câmara define grupos prioritários para vacinas compradas por Niterói

Previsto para ser votado pela Câmara Municipal de Niterói nesta quinta (29/4), em segunda discussão, o projeto que estabelece prioridades na vacinação contra Covid-19 para doses compradas pelo município, através do consórcio para aquisição de vacinas do qual Niterói faz parte, foi retirado de pauta e será debatido na próxima semana.

Vereador Professor Túlio / Divulgação

O projeto substitutivo é, na verdade, a junção de sete projetos para inclusão de diferentes categorias como grupo prioritário. Para o vereador Professor Tulio (PSOL), que é coautor, incluir como integrantes do grupo prioritário os profissionais de educação e pessoas com deficiência é de extrema importância para a cidade e atende aos mais vulneráveis à doença.


“Esse projeto, em parceria com outros parlamentares, mostra nosso compromisso com a vida, com a ciência e com as demandas da população de Niterói. Ele surge a partir do diálogo com as categorias contempladas. Para mim, que sou professor, é motivo de orgulho estar do lado certo da história e poder contribuir com a inclusão de pessoas com deficiência e profissionais da educação de todos os níveis, sejam de instituições públicas ou privadas, ou ainda de cursos pré-vestibulares populares”, afirmou.


De acordo com o projeto, fica estabelecido que os seguintes grupos serão priorizados na vacinação com doses adquiridas pelo Município de Niterói fora do Plano Nacional de Imunização:


- pessoas com deficiência;


- docentes e funcionários da rede de educação pública e privada, dos níveis básico e superior, bem como dos cursos de pré-vestibular comunitários/populares do Município de Niterói;


- cuidadores de idosos;


- trabalhadores domésticos.;

- profissionais que realizam serviços considerados essenciais ou que trabalham em estabelecimentos cuja atividade é considerada essencial no Município de Niterói;


- trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) do Município de Niterói;


- gestantes e lactantes;


- funcionários dos cartórios de registro civil do Município de Niterói;


- trabalhadores dos serviços de transporte rodoviário.


Com a volta à pauta na próxima semana, uma vez aprovado o projeto seguirá para o prefeito Axel Grael sancionar ou vetar no prazo de 15 dias. Assinam como autores os vereadores: Benny Briolly, Walkiria Nictheroy, Andrigo de Carvalho, Professor Tulio, Dr. Nazar, Verônica Lima, Jhonatan Anjos, José Adriano (Folha) e Paulo Eduardo Gomes.