Carlos Bolsonaro: "apê" comprado em nome da mãe


Carlos Bolsonaro com a mãe, Rogéria (Reprodução)

Pressionado por investigações do Ministério Público do Rio sobre um esquema de rachadinha e contratação de funcionários fantasmas em seu gabinete, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) já tem um apartamento para morar em Brasília. O imóvel foi comprado à vista por R$ 470 mil e registrado em nome de sua mãe, Rogéria Bolsonaro, segundo a revista Cruzoé. Rogéria é lotada em cargo comissionado no gabinete do deputado estadual Anderson Moraes (PSL-RJ), acusado de fazer parte da milícia digital bolsonarista e que teve contas tiradas do ar pelo Facebook no último dia 8.

O apartamento de 37 metros quadrados em área nobre de Brasília já foi visitado pelo vereador. O antigo dono do apartamento, que recebeu o pagamento via transferência eletrônica, é um oficial da reserva do Exército. O condomínio tem duas piscinas, sauna e duas churrasqueiras cobertas.

A compra do apartamento veio após a confirmação de que o inquérito que investiga a existência de um esquema de rachadinhas no gabinete de Carlos Bolsonaro será mantido no Rio de Janeiro, no âmbito da Procuradoria-Geral do Ministério Público estadual. Neste inquérito, o filho 03 do presidente Jair Bolsonaro é suspeito de contratar funcionários fantasmas, entre os quais Ana Cristina Valle e outros sete parentes dela. Ana Cristina é a segunda ex-mulher de Jair Bolsonaro.

A decisão do STF fez com que 21 processos envolvendo vereadores do Rio, incluindo o de Carlos, fossem mantidos em primeira instância. Carlos pediu à Justiça que o seu caso fosse transferido para o Supremo Tribunal Federal (STF) em Brasília. Assim como o irmão, Flávio (senador), Carlos alegava ter direito a foro privilegiado.

Carlos está em seu quinto mandato, e neste último ano do mandato não apresentou nenhum projeto de lei até agora na Câmara de Vereadores do Rio.

1/3
300x250px - para veicular a partir do di

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também: