Carro do prefeito de Duque de Caxias é alvo de tiros


Washington Reis, prefeito de Duque de Caxias (MDB) (Rovena Rosa/Agência Brasil)

O prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis (MDB), foi surpreendido na manhã desta sexta-feira (29) por bandidos, na localidade Parque Paulista, enquanto começava uma visita às obras de pavimentação e drenagem que a prefeitura faz na região. Os carros em que estava e o dos seguranças que o acompanhavam foram recebido a tiros, na altura da Rua Tolstoi. De acordo com o prefeito, foi uma ação rápida de criminosos que estavam a pé.

“Foi muito tiro com arma de tráfico pesada. Deram muito tiro em cima da gente. A segurança reagiu. Nosso carro é blindado e conseguimos sair do local do sinistro”, disse o prefeito à Agência Brasil. No carro, também estavam o deputado estadual Rosenverg Reis, seu irmão, e o vereador Sandro Lélis. Em outro carro, estava o secretário de Comunicação da Prefeitura, Aroldo Brito.

Segundo o prefeito, o susto foi grande e ele descartou que tenha sido um ataque pessoal. “O local, a gente já conhece, e sabe que ali sempre teve um nível de risco grande, mas fomos surpreendidos, e não creio que seja algo com a gente. É medo mesmo, de carro chegar [no local], e eles mandaram muito tiro para cima da gente”, disse.

“São bandidos, não precisa investigar. Não foi uma perseguição com a gente. Nós chegamos ao local e eles já estavam lá. Não estava programado chegarmos ali. Rodamos a cidade de manhã, de tarde, de noite. Não tem horário para chegar. Então, seria impossível alguém esperar a gente ali”.

O prefeito informou que, apesar da quantidade de tiros, não houve feridos. “O povo ali já tem medo porque sabe que é um local de risco. Uma senhora correu com uma criança para dentro de casa, eu vi, mas graças a Deus ficou tudo sob controle”, informou.

Washington Reis contou ainda que, logo após o ataque, entrou em contato com o comandante do 15º Batalhão da Polícia Militar. “O coronel Alessandro está tomando todas as providências”, disse.

A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que, segundo o comando do 15ºBPM (Duque de Caxias), policiais militares foram ao local verificar informações de disparos de arma de fogo no Parque Paulista, na manhã desta sexta-feira. Ainda conforme a PM, “a equipe não encontrou possíveis vítimas e ou criminosos. Policiais atuam na região realizando buscas”.

Três vereadores assassinados

Num espaço de sete meses, três vereadores de Caxias foram assassinados a tiros somente este ano. O município é um dos mais violentos da Baixada Fluminense, com várias comunidades dominadas pelas milícias e/ou traficantes.

O vereador Danilo do Mercado (MDB) foi morto no dia 10 de março. Ele era apontado como suspeito de chefiar um grupo de extermínio e de participação em milícia, e foi morto juntamente com o filho dele, de 25 anos. No dia 12 de setembro, o vereador Joaquim José Quinze dos Santos, o Quinzé (PL), de 66 anos, ex-policial militar, foi morto no município vizinho, em São João de Meriti. Em 13 de outubro, o vereador Alexsandro Silva Faria, conhecido como Sandro do Sindicato (Solidariedade), de 42 anos, foi assassinado a tiros de fuzil enquanto dirigia uma van de sua propriedade. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense é responsável pelas investigações.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif