top of page

Carros elétricos: Secretaria do Clima estuda apoiar equipe da UFF

O secretário Municipal do Clima de Niterói, Luciano Paez, visitou na tarde dessa sexta-feira (16/12) o Laboratório de Mobilidade Elétrica (EMOBIL) da Universidade Federal Fluminense (UFF), na Praia Vermelha, onde foi recebido por parte dos 44 membros da equipe Faraday E-Racing, formada por alunos dos mais diversos períodos de Engenharia da instituição. Recentemente, o grupo se sagrou vice-campeão do Fórmula Sociedade de Engenharia Automobilística (SAE), competição disputada em Piracicaba (SP) e que consagra projetos nacionais inovadores na área.

Foto: Luciana Carneiro / Prefeitura de Niterói

Este ano, os alunos de Niterói projetaram e construíram um carro elétrico movido a baterias de lítio. Pesando 230 quilos e composto por chapas de metal, tubos, muitos fios e conectores, o veículo se destacou nas provas de Estática, em que o projeto é apresentado aos jurados pelos futuros engenheiros e depois na prova de Dinâmica, onde o carro tem que performar. São considerados a aceleração, a resistência e a frenagem do protótipo, que custou R$ 100 mil. A verba advém da Escola de Engenharia da UFF, além de doações e patrocínios de empresas nacionais.


O secretário Luciano Paez afirmou que está estudando formas de estabelecer uma parceria com os alunos da equipe Faraday:


"A Prefeitura de Niterói vem apoiando movimentos ligados à energia sustentável como ocorre, por exemplo, no Desafio Solar Brasil (DSB), tradicional rali de barcos movidos à energia solar. Estamos sempre preocupados em estimular o desenvolvimento de tecnologias limpas. E agora, com essa iniciativa de alunos da UFF, que tão bem representam Niterói, não seria diferente. Já estamos estudando maneiras de apoiar esse projeto” afirmou entusiasmado o secretário.

Foto: Luciana Carneiro / Prefeitura de Niterói

O professor orientador do curso de Engenharia da UFF, Bruno Borba, responsável pela condução da equipe Faraday, disse que a iniciativa desenvolve uma atitude muito positiva nos alunos.


"O mais importante é o contato prático com essas novas tecnologias. Após projetarem o carro, os alunos conseguem ver, na prática, tudo o que foi ensinado a eles, teoricamente, numa sala de aula. Eles estão na fronteira do conhecimento nessa tecnologia que não emite carbono. É um desafio dominar enorme construir com base numa nova tecnologia" argumentou Borba.


Gustavo Cardoso, de 20 anos, que cursa Engenharia Elétrica, participa ativamente de todo o projeto.


“O carro é totalmente elétrico. A bateria é de lítio e para nós foi motivo de muita alegria quando o protótipo ficou em 2º lugar numa competição nacional com outros 25 carros. É bom dizer que o nosso foi o 2º projeto mais barato. Ele tem ótima manufaturabilidade, ou seja, é mais barato e mais rapidamente montado. Quanto mais fácil for integrar todas as partes, melhor”, disse Cardoso, orgulhoso.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói


Commentaires


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page