Casal de Niterói acusado de racismo responderá por dois crimes


Foto: Divulgação

O casal acusado de ter feito comentários racismo a dois jovens negros de São Gonçalo, em agosto deste ano, em Itacoatiara, na Região Oceânica de Niterói, foi iniciado pelos crimes de injúria racial e lesão corporal. O caso é investigado pela Delegacia de Itaipu (81ªDP).


O procedimento de indiciamento por injúria racial e lesão corporal do casal já foi enviado para o Ministério Público. O delegado responsável pela distrital, Fábio Barucke, decidiu indicar os responsáveis pelas ofensas após a coleta de depoimentos de ambas as partes e a busca por imagens de câmeras de segurança da região que flagraram a confusão.


As vítimas estavam na praia de Itacoatiara, por volta das 8h, ouvindo música no celular, quando foram abordados pelo casal. Segundo os jovens, eles tiveram um dos celulares quebrado e sofreram agressões físicas. Moradores de Tribobó, em São Gonçalo, eles afirmaram à delegacia que foram alvo de ataques preconceituosos.


“Tô cansado de gente da raça de vocês aqui na praia, de pretos e gonçalenses. Estamos cansados de gente igual vocês aqui. Vocês são pobres, f*, uns merdas. Vocês não são bem-vindos nessa praia. Todos os gonçalenses deveriam ser expulsos da praia e vamos fazer o possível para isso. Quando voltar aqui não quero ver vocês”, teria dito o casal de moradores aos jovens negros.


De acordo com a Polícia Civil, uma investigação está apurando se um grupo de moradores da praia estaria agindo de forma truculenta com moradores de São Gonçalo com objetivo de evitar que pessoas da cidade vizinha frequentem a praia

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif