Casal é preso em Niterói por torturar filha de sete meses


Caso foi registrado na 78ª DP | Foto: Reprodução

Um homem e uma mulher foram foram presos em flagrante na tarde da última sexta-feira (22/10), em Niterói, acusados de torturar a própria filha, de apenas sete meses de idade. Nesta segunda-feira (25/10), a Justiça converteu a prisão do casal para preventiva.


O casal foi preso após o setor de assistência social do Hospital Pediátrico Getúlio Vargas Filho (Getulinho), no Fonseca, informar a 78ª DP sobre a entrada de uma criança com suspeita de maus tratos. Imediatamente os policiais foram ao local e conduziram a mãe da criança até a delegacia. Logo em seguida, o pai da menina também foi encaminhado à distrital.


Na delegacia, o casal confirmou a prática de violência constante contra a filha. A perícia da Polícia Civil constatou que a criança tinha lesões corporais provocadas por meio cruel e tortura. Ela apresentava fraturas, marcas de unhadas praticadas pela mãe, mordida nas coxas e queimaduras semelhantes às produzidas por bituca de cigarro.


Nesta segunda-feira (22), o delegado titular da 78ª DP, Geraldo Assed, informou que a Justiça converteu a prisão em flagrante em preventiva. Já a criança permanece internada no Getulinho, onde está recebendo cuidados médicos. O Conselho Tutelar foi acionado e ainda irá decidir qual encaminhamento será dado à criança.

Ganhe_Ate_300x250px.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
Aumentou_728x90px.gif