top of page

Casemiro pede punições extremas a atos racistas no futebol


O meio-campista Casemiro, capitão da seleção brasileira de futebol (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

O meio-campista Casemiro pediu punições extremas a atos de racismo no futebol, como as que o atacante Vinicius Júnior voltou a sofrer no último domingo (19) no clássico espanhol Real Madrid x Barcelona. O capitão da seleção brasileira afirmou que a Liga Espanhola deve agir de forma enérgica contra as pessoas que cometem esses crimes.


“É uma ação muito grave, porque sempre falamos, e as pessoas continuam cometendo [agressões racistas], e tem que haver uma punição gravíssima […]. Peço que a Liga Espanhola tome uma atitude, pois isso não é legal para a pessoa Vinicius Júnior, para a competição e para o futebol”, declarou o jogador do Manchester United (Inglaterra), que até a última temporada também estava no futebol espanhol, defendendo o Real Madrid.


Durante o período de preparação da seleção brasileira para o amistoso deste sábado (25) contra o Marrocos (a partir das 19h no estádio Ibn Batouta, em Tânger) o próprio Vinicius Júnior falou dos ataques racistas que tem sofrido no futebol espanhol. Segundo o atacante, esta triste realidade o inspirou a pensar na possibilidade de iniciar um projeto de combate ao racismo: “É sempre muito complicado falar sobre o racismo. Cada vez mais estou amadurecendo mais para falar melhor sobre o assunto. Eu e minha família estamos pensando em fazer, em breve, um projeto antirracista para as crianças pretas do Brasil”.


No clássico do último domingo entre Barcelona e Real Madrid, Vinicius Júnior sofreu ataques racistas de torcedores da equipe catalã, que gritaram “morra Vinícius”. Após o episódio a Liga Espanhola de futebol apresentou a oitava acusação formal à Justiça da Espanha em razão de ataques contra o brasileiro.

Komentáře


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page