728x90_2.gif

Central contra Covid: mais de 6 mil vacinados em 20 dias

A campanha de vacinação em Niterói ganhou um apoio de peso. O Clube Central, em Icaraí, disponibilizou desde o dia 8/3 suas dependências para receber o público para a imunização. A ideia foi comemorada pelos moradores, especialmente idosos que residem no bairro, e a adesão tem sido grande. Mais de seis mil pessoas já passaram por lá.


Foto: Ricardo Rogers / Reprodução Facebook

Só na última segunda-feira (29/3) foram 1.060 atendidos pela equipe técnica da Secretaria Municipal de Saúde, que aplica as vacinas; e pelo pessoal da Secretaria do Idoso e da Administração Regional de Icaraí, que faz o atendimento inicial preenchendo os cadastros e organizando as filas com distanciamento.


De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde, até o momento foram aplicadas 6.111 doses, sendo 5.690 como primeira e 421 como segunda dose. A equipe de imunização conta com dois enfermeiros e de três a quatro técnicos de enfermagem, dependendo da escala.


A ideia de ceder o espaço para a vacinação da população foi do Comitê de Crise do clube, criado especialmente para cuidar de assuntos relacionados à pandemia e coordenado pelo advogado Fernando Tinoco, que também é conselheiro nato. Ele conta que essa não é a primeira vez que o Central participa de uma iniciativa do tipo.


"O Clube Central já foi utilizado como posto de vacinação na cidade, em especial nas décadas de 80 e 90. No início do ano fizemos um ofício ao Secretário de Saúde oferecendo novamente a sede. O Prefeito Axel então informou que já estavam mesmo avaliando a possibilidade e acabou havendo uma coincidência de intenções. O Clube Central sempre deu exemplos de cidadania, como entidade de utilidade pública e com compromisso social. O trabalho dos profissionais de saúde tem sido de excelência em nossa sede. A participação da Regional de Icaraí e da Secretaria do Idoso também é um diferencial que faz com que o cadastro dos idosos seja realizado de forma mais célere. Nossa Diretoria, nossos associados e funcionários estão muito felizes em poder ajudar e todos estão se esforçando muito para que cada idoso seja atendido da melhor forma possível.", disse Tinoco.


Foto: Reprodução / Facebook

Tudo é feito de forma organizada e seguindo todos os protocolos sanitários. Segundo o gerente do clube, Javier Müller, os espaços de circulação do público são constantemente sanitizados por uma equipe especialmente contratada, os assentos respeitam o distanciamento de dois metros, e há álcool em gel à disposição em diferentes pontos. Mesmo em dias de muito movimento, como na última segunda-feira, o atendimento não é demorado, com espera de, no máximo, meia hora.


Javier conta que as medidas também têm o objetivo de preservar a saúde de funcionários e sócios, que utilizam uma entrada lateral para não passar pelas dependências da vacinação. Desde o decreto de medidas restritivas o clube não está recebendo associados, mas quando a imunização começou, no dia 8/3, as atividades do Central ainda estavam acontecendo, como as aulas de natação e hidroginástica, além da academia.


Vereador Paulo Eduardo Gomes (PSOL) / Reprodução Facebook

Talvez por tudo isso, sem contar a água gelada e o cafezinho, o movimento seja tão intenso, com a passagem de moradores ilustres, como a cantora Amelinha, o ex-prefeito Godofredo Pinto, o vereador Paulo Eduardo Gomes (PSOL), o ex-jogador de futebol Jorge Siega, contemporâneo de Pelé, e o compositor Zé Katimba, entre outros. A vacinação no Clube Central acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.