Ciclone na Europa: Alemanha decreta estado de catástrofe


(Reprodução)

O Ministério da Defesa da Alemanha declarou o estado de catástrofe militar no sul do país, informou nesta sexta-feira (16) a representante oficial do ministério em Berlim. Chuvas torrenciais e inundações ocorrem na Alemanha, na Bélgica, na Suíça, na França e na Holanda. Calcula-se em mais de 120 o número de mortos, em sua grande maioria no Oeste alemão, e 1,3 mil pessoas não localizadas, na maior tragédia climática na região em mais de um século.

Com as enchentes, encostas desabaram, rios transbordaram e invadiram cidades, casas e construções públicas foram destruídas, carros foram arrastados e árvores foram arrancadas.

"Isso significa que as entidades que tomam decisões serão enviadas para a frente, mais especificamente onde forem necessárias. Por exemplo, um comandante de unidade pode agora decidir no local se um veículo blindado de reboque, um caminhão militar ou um gerador será fornecido, se estiver disponível", explicou o ministério ministério alemão sobre a medida de estado de catástrofe militar.

Desde a última segunda-feira (11), fortes chuvas provocadas pelo ciclone Berndt têm atingido a Alemanha. As regiões que sofreram mais são o Oeste e Sudoeste do país, onde os rios, incluindo o Reno, quebraram suas margens, inundando as ruas.

Devido à destruição de pontes e rodovias inundadas, alguns dos povoados ficaram isolados e só podem ser acessados por helicópteros.

Em cinco áreas do estado da Renânia do Norte-Vestfália as pessoas estão sendo evacuadas, devido à ameaça de quebra de barragem. No distrito do Reno-Erft, região de Colônia, foi declarado o estado de emergência.


Com a Sputnik

300x250px.gif
728x90px.gif