Cidade inicia vacinação com meia dose de AstraZeneca


(Reprodução)

A cidade de Viana, no Espírito Santo, iniciou na manhã deste domingo a vacinação em massa de voluntários entre 18 e 49 anos com apenas meia dose da vacina contra a covid-19 AstraZeneca. A ação faz parte de um estudo do governo do estado e da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) para avaliar a eficácia da dose fracionada do imunizante. Os voluntários receberão a segunda dose, no mesmo padrão, dentro de 90 dias.

Com 79 mil habitantes, sendo 35 mil na faixa etária que pode receber a vacina, a cidade de Viana, na região Metropolitana de Vitória, é a primeira no Brasil a realizar tal experiência. Os vacinados serão monitorados para que seja avaliada a capacidade de a meia dose gerar anticorpos contra a covid-19.

O prefeito do município, Wanderson Bueno (PODE), informou que até a noite de sábado 16 mil moradores estavam inscritos para fazer parte do estudo.

Foram doadas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde, 15 mil doses para a realização do chamado “Projeto Viana”, estudo científico denominado “Efetividade, Segurança e Imunogenicidade da Meia Dose da Vacina ChAdOx1 nCoV-19 (AZD1222) para Covid-19”.

O projeto tem em vista a escassez de vacina no Brasil. A comprovação da eficácia de meia dose da AstraZeneca poderá dobrar a capacidade de imunização com a mesma quantidade de IFA (ingrediente farmacêutico ativo), também de difícil obtenção neste momento no mundo.

Neste sábado, a Fiocruz recebeu mais um carregamento de IFA, vindo da China, para produção do imunizante AstraZeneca na Bio-Manguinhos, no Rio de Janeiro.

3 milhões de doses da Janssen

A agência reguladora de medicamentos dos Estados Unidos (FDA, sigla em inglês) aprovou neste sábado (12) o envio de 3 milhões de doses da vacina da Janssen, da Johnson & Johnson, ao Brasil. De acordo com ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, os imunizantes chegarão na terça-feira (15) no país.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif