Ciro denuncia que Petrobras lucrou mais que bancos

Ciro Gomes, pré-candidato à presidência pelo PDT, divulgou um novo vídeo, o segundo da série sobre energia no país, tratando em especial da gestão da Petrobras no governo Bolsonaro. Ele denuncia que a petroleira brasileira sozinha teve um lucro maior do que a soma do lucro dos quatro maiores bancos brasileiros juntos: Itaú, Santander, Bradesco e Banco do Brasil. E desconstrói o argumento mentiroso de que uma mudança nos preços atuais dos combustíveis provocaria a quebra a empresa.

Reprodução

Segundo aponta Ciro, de outubro de 2020 a outubro de 2021, a soma do lucro destes quatro bancos foi de R$ 83 bilhões, enquanto a Petrobras faturou R$ 135 bilhões. Ele ressalta que o salto nos ganhos não veio de melhoria na produção, na tecnologia, no aumento do refino, no aumento de participação no mercado internacional ou pela descoberta de novas reservas.


"A Petrobras simplesmente descobriu uma forma criminosa de explorar o povo brasileiro: atrelou o preço dos combustíveis ao dólar, e como o preço do barril disparou no mercado internacional, e o real se desvalorizou bastante no governo Bolsonaro, os lucros dispararam junto com o dólar. Apenas os brasileiros ficaram para trás, com poeira e lágrimas nos olhos", denuncia.


Em 2020, a taxa média de lucro da indústria mundial de petróleo foi de 6,8%. Já a da Petrobras no segundo trimestre deste ano foi de 38,7%.


"O ano em que mais lucrou na história foi também o período em que menos investiu e menos amortizou sua dívida. Distribuiu todo o lucro para os acionistas", criticou ele.


Assista ao vídeo




Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg