728x90_2.gif

Ciro e Neto abrem evento do 3º Congresso da CSB

Com o tema “Sindicatos fortes, Brasil mais justo”, a Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) — entidade que representa mais de 5 milhões de trabalhadores, com 900 sindicatos filiados e três federações — realiza em setembro (de 9 a 11) o seu terceiro congresso. Antes, porém, programou em modo virtual vários seminários preparatórios nos meses de julho e agosto. O primeiro deles acontece nesta sexta (23/7), com um debate sobre os caminhos para a reconstrução do país.

Divulgação

Na abertura, às 14h, Ciro Gomes e Antonio Neto, presidente da CSB, discutem um 'Projeto Nacional de Desenvolvimento para o Brasil'. Para Ciro Gomes, é preciso união entre os trabalhadores e o setor produtivo para superar os graves problemas econômicos e sociais que o país atravessa.


“O debate sobre um Projeto Nacional de Desenvolvimento passa por ampla discussão com os trabalhadores. Somente unindo quem trabalha com quem produz será possível trilhar os caminhos para a superação dessa tragédia que estamos vivendo nos últimos anos”, afirma Ciro.


Antonio Neto ressalta a importância da unidade dos trabalhadores para derrotar Bolsonaro e recuperar o país no pós-pandemia.


“A CSB inicia os preparativos para o seu 3° Congresso Nacional em um momento onde o luto das mais de 540 mil vidas perdidas precisa se fazer verbo. Mais uma vez, a unidade das trabalhadoras e trabalhadores brasileiros será fundamental para derrotarmos esse governo genocida e construirmos os caminhos para a reconstrução do Brasil a partir de um Projeto Nacional de Desenvolvimento, diz o presidente da CSB.


Na sequência do debate de abertura, haverá mesas com o economista Nelson Marconi, o empresário Eduardo Moreira, criador do movimento “Somos 70%”, a ex-auditora fiscal Maria Lucia Fattorelli, coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida, e o ex-senador Roberto Requião (MDB), entre outras personalidades acadêmicas, políticas e sindicais.


Em agosto, acontecem ainda outros três seminários preparatórios nos dias 6, 13 e 20, sobre os temas “Movimento sindical e o futuro do emprego”, “Democracia, Constituição e os direitos humanos” e “A agenda dos trabalhadores brasileiros”.


Em razão da pandemia, todos os eventos serão online e transmitidos pelo YouTube e pelas redes sociais da CSB. Para entrar na sala do Zoom onde acontecem os debates é preciso fazer inscrição.


Programação


23/7 – DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO


14h - Projeto Nacional de Desenvolvimento

Ciro Gomes, vice-presidente do PDT, e Antonio Neto, presidente da CSB


15h - Os caminhos para geração de emprego

Nelson Marconi, economista (FGV), Clemente Ganz, ex-diretor do Dieese, e Uallace Moreira, professor de economia (UFBA)

Moderação: Paulo Oliveira, secretário de Organização e Mobilização da CSB


16h - A revogação da destruição neoliberal

Eduardo Moreira, economista e criador do movimento “Somos 70%”, Maria Lucia Fattorelli, coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida, e José Silvestre, coordenador do Dieese

Mediação: Alvaro Egea, secretário-geral da CSB


17h - O Governo Biden e as lições para o Brasil

José Luis Oreiro, professor de economia (UnB), Elias Jabbour, professor da pós-graduação em ciências econômicas e relações internacionais (Uerj), e Pedro Costa Jr., cientista político e professor de relações internacionais (Facamp)

Mediação: Sérgio Arnoud, vice-presidente da CSB


18h- O caminho para o Desenvolvimento Sustentável

Gilberto Natalini, ex-vereador de São Paulo (PV), Barbara Panseri, mestre em administração pública (FGV), e Rogerio Studart, economista, ex-diretor do BID e do Banco Mundial e pesquisador do WRI (World Resources Institute)

Mediação: Cezar Amin Pasqualin, secretário dos Profissionais Liberais da CSB


19h - Brasil Soberano – O papel das empresas públicas no desenvolvimento nacional

Roberto Requião, ex-governador do Paraná (MDB), Lea Vidigal, professora de direito econômico (Mackenzie), e Gilberto Bercovici, professor de direito econômico e economia política (USP)

Mediação: Antonio Neto, presidente da CSB


6/8 – MOVIMENTO SINDICAL E O FUTURO DO EMPREGO (convidados a confirmar)


14h – Os impactos da Covid-19 no mercado de trabalho

15h – Reforma sindical – PEC 196/20

16h – Financiamento sindical

17h – A precarização do emprego e os novos modelos de trabalho

18h – Reforma administrativa: A destruição do serviço público brasileiro

19h – Direito comparativo: Convenções internacionais da OIT


13/8 – DEMOCRACIA, CONSTITUIÇÃO E OS DIREITOS HUMANOS (convidados a confirmar)


14h – A agenda das mulheres trabalhadoras em um Projeto Nacional de Desenvolvimento

15h – A defesa do SUS e dos princípios democráticos da Constituição de 1988

16h – O direito de lutar

17h – Os caminhos para a superação do racismo no mercado de trabalho

18h – O papel das Forças Armadas na democracia brasileira

19h – Democracia e frente ampla: Os caminhos para 2022