CNJ suspende posse de juiz branco aprovado como cotista


Branco, o advogado Tarcísio Regiani Junior se inscreveu no concurso pelo sistema de cotas (Reprodução)

Aprovado no Concurso para Ingresso na Magistratura de Carreira do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) pelo sistema de cotas na vaga destinada a pardos e negros, o advogado Tarcísio Francisco Regiani Junior teve sua posse suspensa, cautelarmente, pelo ministro Luiz Philipe de Mello Filho, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Branco, Tarcísio se preparava para tomar posse nesta quinta-feira (19) como juiz substituto do TJ-RJ. As informações são da jornalista Ana Cláudia Guimarães, do Globo.

A decisão do ministro do CNJ atendeu a um procedimento administrativo feito pela Associação Nacional de Advocacia Negra, que requereu a suspensão do concurso ou, alternativamente, a exclusão de Tarcísio da lista de convocados.

Ganhe_Ate_300x250px.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
Aumentou_728x90px.gif