top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

Com indígenas, Bolsonaro defende o 'tratamento precoce'


Líder Ianomami e Jair Bolsonaro durante execução do Hino Nacional em base militar no Amazonas(Alan Santos/PR)

Jair Bolsonaro, que já disse de forma preconceituosa que "índio está evoluindo" e "cada vez mais é um ser humano igual a nós", divulgou em suas redes sociais um vídeo de sua visita ao território dos Ianomamis, em que defende o chamado "tratamento precoce" contra a Covid-19, que inclui medicamentos como cloroquina e ivermectina não recomendados pela Anvisa e por outras autoridades de saúde para tratamento de pessoas com essa doença. As ações do governo Bolsonaro em relação a remédios sem eficácia comprovada estão no foco da CPI da Covid no Senado.

No vídeo divulgado na noite de domingo, o presidente diz que muitos "não querem deixar que eles (os índios) evoluam, não querem deixar que eles plantem nas suas terras, que explorem, que garimpem, que construam pequenas centrais hidrelétricas, que recebam internet", e indaga: "Querem que continuem como?".

Bolsonaro já manifestou diversas vezes interesse em explorar terras indígenas para o agronegócio e mineração. A exploração só não foi adiante por esbarrar na Constituição, que é rígida em relação às terras demarcadas.

Em outro vídeo, Bolsonaro promete aos Ianomamis que não haverá garimpo em suas terras se os indígenas não quiserem.

"Senhores ianomâmis, nós respeitamos vocês, a vontade de vocês será feita. Vocês não querem mineração, não terá mineração", disse o presidente.

Associações e organizações sociais, como a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), já listaram várias medidas de ataques do governo Jair Bolsonaro aos direitos dos povos indígenas, como a transferência da Funai para o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, a entrega das pastas da Demarcação e licenciamento ambiental para o Ministério da Agricultura, a extinção da Secretaria de Educação Continuada (SECADI/MEC), do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), além do aumento de conflitos territoriais - sobretudo, depois de dizer que no seu governo "não haverá um centímetro de terra demarcada” -, liberação de porte de armas que aumenta a violência no campo e exploração dos recursos nas terras indígenas.

No primeiro vídeo, com legenda em inglês, o presidente da República aparece perguntando a um grupo de indígenas se haviam tido Covid-19 e como haviam se tratado. Ao ouvir que usaram remédios caseiros, como chás de folhas de plantas da região, aproveitou para defender o que chama de "tratamento precoce".

"Tem vários canalhas no Brasil contra o tratamento precoce, e aqui eles tomam chá de casca de árvore... ninguém morreu de Covid-19 aqui", disse, distorcendo a realidade, já que, de acordo com dados oficiais dos Distritos de Saúde Indígena, já ocorreram 17 mortes por Covid-19 entre os Ianomamis.

Comments


Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page