top of page

Combate ao crime: coordenador do GAECO/MPRJ participa de encontro

O coordenador do Grupo de Atuação Especializada no Combate ao Crime Organizado (GAECO), promotor de Justiça Fabio Corrêa, participou do Encontro do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC), na sede do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM), nos dias 16 e 17 de maio. O objetivo da iniciativa foi debater estratégias de atuação e avançar no fortalecimento do grupo. Integrante do GAECO/MPRJ, promotor de Justiça André Luis Cardoso, também participou da reunião.

O encontro reuniu coordenadores de todos os Grupos de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECOs) do país, procuradores-gerais, conselheiros e núcleos de inteligência das instituições. Foram abordados aspectos do Sistema Penitenciário Federal à manipulação de resultados em competições esportivas, passando pelo tráfico de drogas na fronteira, entre outros subtópicos do crime organizado.


Fabio Corrêa destacou a importância da troca de experiências entre os presentes. “É uníssona a necessidade de muita atenção aos problemas na Segurança Pública em todo o Brasil e às atividades das organizações criminosas, que buscam cada vez mais avançar e penetrar nas esferas decisórias do Poder Público.


Essas organizações põem em risco o próprio Estado Democrático de Direito. Os Ministérios Públicos são uma das últimas barreiras. É fundamental, cada vez mais, nos capacitarmos, integrarmos e inovarmos para os desafios deste enfrentamento, que é o nosso compromisso com a sociedade”, declarou o coordenador do GAECO do Rio de Janeiro.

Na oportunidade, o procurador-geral do MPAM, Alberto Rodrigues do Nascimento Júnior, fez a passagem simbólica da presidência do GNCOC para o procurador-geral do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), Danilo Lovisaro do Nascimento.


“A reunião do GNCOC congrega todos os GAECOs do Brasil e possibilita uma atuação concentrada dos Ministérios Públicos, considerando que as organizações criminosas hoje atuam em âmbito nacional, não sendo rara a atuação conjunta entre MPs diversos na atividade de investigação”, comentou o promotor de Justiça André Luis Cardoso.


Esta edição do GNCOC também recebeu representantes da América Latina, do Peru, da Argentina, e dos Estados Unidos da América. Reuniu ainda integrantes da Secretaria Nacional de Segurança Pública, órgão do Ministério da Justiça e Segurança Pública, da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), da Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen), órgão do Ministério da Justiça e Segurança Pública, entre outros.


Fonte: MPRJ

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page