Comerciantes de SG fazem novo ato e pedem mais flexibilização


Foto: Divulgação

Comerciantes e proprietários de bares e restaurantes de São Gonçalo voltaram a protestar no Centro da cidade, nesta terça-feira (20/4), pedindo mais flexibilização nas medidas restritivas adotadas pelo poder executivo. Atualmente, o decreto já permite o funcionamento dos empreendimentos na maior parte do dia, desde que respeitadas as regras de proteção.


O novo decreto estabelecido pela prefeitura de São Gonçalo no último dia 15 de abril determina que "bares, restaurantes e estabelecimentos congêneres podem funcionar para consumo no estabelecimento e retirada de alimentos, entre 11h e 21h, sendo vedada a permanência de clientes após este horário". Além disso, o texto afirma que também é permitido o serviço de entrega de refeições e lanches, por meio de aplicativos de entrega ou delivery, entre 6h e 23h.


No entanto, os proprietários dos estabelecimentos afirmam que o principal horário é após às 18h, sendo, portanto, um curto período de tempo até às 21h para funcionamento. Com essa justificativa, eles pedem à prefeitura que estenda ainda mais o limite de horário, até às 23h. As atuais medidas de restrição em São Gonçalo valem até o próximo domingo, dia 25 de abril.


Casos de Covid-19


São Gonçalo se aproxima de quase duas mil mortes pela Covid-19. Na última segunda-feira (19/4), a cidade registrou 21 novos óbitos em decorrência do coronavírus e já contabiliza, ao total, 68.569 casos confirmados, 66.320 curados, 96 hospitalizados na rede pública municipal de Saúde, 320 em quarentena domiciliar, 114 óbitos em investigação e 1.833 óbitos confirmados. Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif