Comissão europeia aprova uso da vacina da Pfizer


A Comissão Europeia autorizou nesta segunda-feira (21) o uso emergencial da vacina contra a Covid-19, desenvolvida pela Pfizer e BioNTech, a mesma que começou a ser aplicada no Reino Unido e nos Estados Unidos na semana passada.

O comunicado da Comissão Europeia afirma que a aprovação do medicamento foi baseada em recomendações de vacinas positivas da Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês), que realizou um estudo abrangente sobre a segurança e eficácia do medicamento.

"A Comissão Europeia concedeu hoje uma autorização de comercialização condicional para a vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela BioNTech e Pfizer, a primeira vacina aprovada para uso na União Europeia", diz a nota.

Além disso, segundo o comunicado, a decisão foi certificada pelos estados membros da União Europeia.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, qualificou a decisão de hoje da Comissão Europeia como "uma etapa importante na história do sucesso europeu".

"Tomamos a decisão de disponibilizar a primeira vacina contra o coronavírus aos cidadãos da União Europeia. Concedemos a aprovação condicional para comercializar a vacina Pfizer/BioNTech", disse ela.

​"Ela [a vacina] estará disponível em todos os países da União Europeia ao mesmo tempo, nas mesmas condições", completou Ursula von der Leyen.


Com a Sputnik

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif