Comissão de Educação fiscaliza volta às aulas em Niterói


Em reunião da Comissão de Educação da Câmara de Municipal de Niterói nesta quinta-feira (23/9), foi apresentado pela Secretaria de Educação um balanço da volta às aulas no município e o programa estratégico de 2021-2024 para a rede pública de ensino de Niterói.

Foto: Sergio Bonelli / Divulgação

Ao todo, Niterói tem 76 escolas municipais reabertas para o ensino presencial, ao mesmo tempo em que as aulas remotas continuam sendo oferecidas. O cuidado com a segurança sanitária nos espaços escolares foi fundamental para que não houvesse registro de surtos de casos de coronavírus, segundo consta no relatório da Secretaria de Educação.


O presidente da Comissão de Educação, o vereador Binho Guimarães (PDT) destacou a fundamentalidade da cooperação institucional entre os órgãos municipais para superar os déficits educacionais herdados da pandemia. O vereador reafirmou o compromisso da Comissão em cooperar com as ações implementadas em Niterói.


“Os próximos anos demandarão esforços multissetoriais de atenção plena aos estudantes. Os reflexos da interrupção do ensino presencial exigirão comprometimento de toda sociedade. O que a Comissão fez em 2021 e seguirá realizando é lançar luz nos desafios e compreender de que forma Niterói está caminhando para superar as perdas educacionais. Pretendemos seguir fiscalizando as medidas adotadas e colaborar com o Executivo naquilo que for possível, pois temos dimensão que não há tempo a perder, precisamos agir e trazer as crianças e adolescentes de volta ao ambiente escolar”, afirmouo vereador.


Durante a reunião, o Secretário de Educação Vinicius Wu apresentou a estratégia do município até 2024, esclarecendo e corroborando os investimentos na área de educação durante a pandemia.


“Niterói é a única cidade no Brasil que garante 500 reais mensais para as famílias dos estudantes da rede municipal de educação e investiu mais de 1 bilhão de reais em políticas anticíclicas e políticas de redução dos efeitos da pandemia. Não tem paralelo no Brasil”, diz o secretário.


O programa estratégico da Secretaria de Educação visa, entre outros pontos, implementar apoio de tecnologias digitais, a fim de elevar a qualidade da educação e combater as desigualdades acentuadas pela pandemia; fortalecer e modernizar a gestão escolar; e, qualificar os processos de ensino-aprendizagem com o aperfeiçoamento dos instrumentos de avaliação e formação continuada.


A Secretaria também garantiu que até o final do ano a estrutura escolar estará “muito melhor” do que a encontrada no inicio do ano. Durante o período de pandemia já foram realizadas reformas estruturais, como na E. M. Paulo Freire, E. M. Anísio Teixeira e a E. M. Eulália da Silveira Bragança, outras unidades também estão em processo de atualização, inclusive, para acessibilidade.


A reunião também contou com a participação dos vereadores Professor Túlio, Jhonatan dos Anjos, Walkiria Nictheroy (por meio remoto), membros da Comissão de Educação, representantes sindicais e professores da rede municipal.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif